Alta concentração de eosinófilos pode predizer DPOC mais grave

Pesquisadores investigaram se a presença de altas concentrações de eosinófilos no escarro ou no sangue pode estar associada a DPOC mais grave.

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar esse conteúdo crie um perfil gratuito no AgendarConsulta.

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

Tanto o excesso como a redução dos eosinófilos pode ser a ponta de um iceberg e estar por trás de doenças importantes. Em artigo do The Lancet, publicado em 2017, pesquisadores investigaram se a presença de altas concentrações de eosinófilos no escarro ou no sangue pode estar associada a Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) mais grave.

Para esse estudo multicêntrico observacional, os autores utilizaram dados do SPIROMICS (Subpopulations and intermediate outcome measures in COPD) de pacientes com idades entre 40 e 80 anos, com DPOC, que tinham uma história de tabagismo de, pelo menos, 20 maços-ano, entre 2010 e 2015.

amostras de sangue

Concentrações de eosinófilos no sangue e DPOC

Entre os participantes do SPIROMICS, 2.499 eram fumantes e tinham dados de exames de sangue disponíveis para análise. Destes, 1.262 pacientes apresentavam baixas concentrações de eosinófilos no sangue (<200 por μL) e 1.237 altas concentrações (≥200 por μL).

Oitocentos e vinte e sete indivíduos foram elegíveis para estratificação por concentração de eosinófilos no catarro, sendo 656 considerados com baixa concentração (<1,25%) e 171 com alta (≥1,25%).

Resultados

O grupo com eosinófilos em grande quantidade no catarro apresentou uma porcentagem menor de VEFdo que o grupo com baixa concentração, antes (65,7% vs. 75,7%; p<0,0001) e depois (77,3% vs. 82,9%; p=0,001) da broncodilatação. As taxas de enfisema, aprisionamento de ar e exacerbações que precisaram de tratamento com corticosteroides também foram maiores no grupo com altas concentrações de eosinófilos.

Em relação à presença de eosinófilos no sangue, os pesquisadores também encontraram diferenças entre os grupos com alta e baixa concentração, no entanto elas não foram significativas e não tiveram associação com exacerbações e outras evidências de DPOC mais grave (p=0,35).

Pelos achados, os pesquisadores concluíram que altas concentrações de eosinófilos no escarro foram um biomarcador melhor do que no sangue para identificar pacientes com DPOC mais grave. Por isso, eles sugerem que ensaios clínicos visando a inflamação eosinofílica na DPOC devem considerar essa avaliação.

LEIA MAIS: Eosinofilia: abordagem ao paciente com aumento de eosinófilos

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

 

Referências:

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastre-se grátis Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo

Selecione o motivo:
Errado
Incompleto
Desatualizado
Confuso
Outros

Sucesso!

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo.

Você avaliou esse artigo

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Baixe e-books, e outros materiais para aprimorar sua prática médica e gestão Baixe e-books, e outros materiais
para aprimorar sua prática
médica e gestão

Especialidades