Leia mais:
Leia mais:
Principais recomendações do guideline sobre uso de cânula nasal de alto fluxo
Dois métodos para evitar a intubação

Principais recomendações do guideline sobre uso de cânula nasal de alto fluxo

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Publicado na Intensive Care Medicine, esta semana, um guideline (“The role for high fow nasal cannula as a respiratory support strategy in adults: a clinical practice guideline”) traz um sumário das melhores evidências até o momento sobre o uso de cânula nasal de alto fluxo (CNAF) em adultos. O artigo foi preparado por um painel de especialistas em terapias respiratórias, além de metodologistas.

médico avaliando paciente em uso de cânula nasal de alto fluxo

Cânula nasal de alto fluxo

A cânula nasal de alto fluxo vem sendo estudada em diversas populações. Trata-se de técnica respiratória recente que fornece oxigênio a alto fluxo, humidificado e aquecido, via cânula nasal. São vários artigos já publicados, como o FLORALI trial. Durante a pandemia de Covid-19, seu uso ganhou ainda maior amplitude no cenário da insuficiência respiratória aguda hipoxêmica.

De forma prática, veja abaixo as principais recomendações relacionadas ao uso da CNAF em adultos.

Para você entender…

  1. Recomendação forte: quando os efeitos desejados da adesão à recomendação superam os efeitos não desejados
  2. Recomendação condicional: quando os efeitos desejados da adesão à recomendação provavelmente superam os efeitos não desejados

1. Insuficiência respiratória aguda hipoxêmica

Recomenda-se a utilização da CNAF em comparação ao uso convencional de oxigênio para pacientes com insuficiência respiratória aguda (recomendação forte).

A metanálise “High flow nasal cannula compared with conventional oxygen therapy for acute hypoxemic respiratory failure: a systematic review and meta-analysis”, publicada em maio de 2019 na Intensive Care Medicine, produziu a evidência mais robusta até o momento, embasando a recomendação acima.

2. Insuficiência respiratória aguda pós-extubação

Sugere-se o uso da CNAF em comparação ao uso convencional de oxigênio após extubação para pacientes intubados por mais de 24h e que tenham alguma condição de alto risco para reintubação (recomendação condicional).

Fatores de alto risco: Pelo menos um fator, dos seguintes:

  • Idade > 65 anos;
  • Insuficiência cardíaca congestiva;
  • DPOC moderado a grave;
  • APACHE II > 12;
  • IMC > 30;
  • Desmame ventilatório difícil;
  • Duas ou mais comorbidades;
  • Duração de ventilação mecânica > 7 dias.

Observação: Para os pacientes que normalmente seriam extubados e colocados em ventilação não invasiva por pressão positiva (VNI) por decisão clínica, o painel recomenda que o uso da VNI seja continuado em detrimento à CNAF.

3. Período peri-intubação

O painel não faz recomendações acerca do uso da CNAF no período peri-intubação. Para pacientes que já estão recebendo CNAF, é sugerido manter a CNAF durante o processo peri-intubação (recomendação condicional).

Veja também: CBMI 2020: Corticosteroides na SDRA; estudos DEXA-ARDS, RECOVERY e CODEX

4. Período pós-intubação

Em pacientes de alto risco e/ou obesos, submetidos à cirurgia cardíaca ou torácica, o painel sugere o uso da CNAF em comparação ao uso convencional de oxigênio, para prevenir falência respiratória no período pós-operatório imediato (recomendação condicional).

O painel sugere contra o uso profilático da CNAF para prevenção de falência respiratória em outros perfis de pacientes no período pós-operatório (recomendação condicional).

Autor:

Referências bibliográficas:

  • Rochwerg B et al. High flow nasal cannula compared with conventional oxygen therapy for acute hypoxemic respiratory failure: a systematic review and meta-analysis. Intensive Care Med. 2019 May;45(5):563-572. doi: 10.1007/s00134-019-05590-5. Epub 2019 Mar 19. PMID: 30888444.
  • Rochwerg, B., Einav, S., Chaudhuri, D. et al. The role for high flow nasal cannula as a respiratory support strategy in adults: a clinical practice guideline. Intensive Care Med (2020). https://doi.org/10.1007/s00134-020-06312-y
Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar