Pebmed - Notícias e Atualizações em Medicina
Cadastre-se grátis
Home / Endocrinologia / Redução de calorias e jejum intermitente podem ser mais eficazes na perda de peso
perda de peso

Redução de calorias e jejum intermitente podem ser mais eficazes na perda de peso

Acesse para ver o conteúdo
Esse conteúdo é exclusivo para usuários do Portal PEBMED.

Para continuar lendo, faça seu login ou inscreva-se gratuitamente.

Preencha os dados abaixo para completar seu cadastro.

Ao clicar em inscreva-se, você concorda em receber notícias e novidades da medicina por e-mail. Pensando no seu bem estar, a PEBMED se compromete a não usar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Inscreva-se ou

Seja bem vindo

Voltar para o portal

Tempo de leitura: 2 minutos.

Diversas dietas já foram apontadas como “ideais” para perda de peso ou redução dos níveis glicêmicos em pacientes diabéticos, no entanto, ainda faltam estudos de qualidade comparando as modalidades dietéticas. Um artigo recente do periódico Obesity indica que a redução de calorias combinada com jejum intermitente pode ser a melhor forma de perder peso.

Obesidade: como o profissional de saúde pode atuar na atenção primária?

Intervenções para perda de peso

Para chegar nessa conclusão, pesquisadores realizaram um pequeno estudo com 88 mulheres obesas (IMC = 32,3 ± 0,5 kg/m²), que foram randomizadas durante oito semanas para uma das seguintes intervenções:

  1. Grupo controle (n = 12): sem redução de calorias ou jejum (100% de calorias necessárias para manter o peso inicial);
  2. Jejum intermitente + redução de calorias (70% das calorias necessárias para manter o peso inicial; n = 26);
  3. Jejum intermitente, sem redução de calorias (100%; n = 25);
  4. Redução contínua de calorias (70%), sem jejum (n = 25).

O jejum foi de 24 horas após o café da manhã em três dias não consecutivos por semana, e só foram permitidos água e pequenas quantidades de alimentos e bebidas sem calorias (café preto ou chá, bebidas dietéticas, goma de mascar ou balas) e 250 ml de um caldo com 20 calorias.

Resultados

O grupo 2 (jejum + redução 70%) apresentou maiores índices de perda de peso, massa gorda, colesterol LDL e ácidos graxos não-esterificados (p ≤ 0,05). O grupo 3 perdeu mais peso e gordura do que o controle, mas apresentou aumento nos níveis de insulina em jejum.

Pelos achados, os pesquisadores concluíram que jejum intermitente (3 vezes por semana) + dieta hipocalórica foi mais eficaz na perda de peso do que apenas reduzir a ingestão de calorias ou jejuar.

Dieta baseada em jejum pode ser o novo tratamento para diabetes

Referências:

  • Hutchison, A. T., Liu, B. , Wood, R. E., Vincent, A. D., Thompson, C. H., O’Callaghan, N. J., Wittert, G. A. and Heilbronn, L. K. (2019), Effects of Intermittent Versus Continuous Energy Intakes on Insulin Sensitivity and Metabolic Risk in Women with Overweight. Obesity, 27: 50-58. doi:10.1002/oby.22345

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.