Redução de calorias e jejum intermitente podem ser mais eficazes na perda de peso - PEBMED

Redução de calorias e jejum intermitente podem ser mais eficazes na perda de peso

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

Diversas dietas já foram apontadas como “ideais” para perda de peso ou redução dos níveis glicêmicos em pacientes diabéticos, no entanto, ainda faltam estudos de qualidade comparando as modalidades dietéticas. Um artigo recente do periódico Obesity indica que a redução de calorias combinada com jejum intermitente pode ser a melhor forma de perder peso.

Obesidade: como o profissional de saúde pode atuar na atenção primária?

perda de peso

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas

Intervenções para perda de peso

Para chegar nessa conclusão, pesquisadores realizaram um pequeno estudo com 88 mulheres obesas (IMC = 32,3 ± 0,5 kg/m²), que foram randomizadas durante oito semanas para uma das seguintes intervenções:

  1. Grupo controle (n = 12): sem redução de calorias ou jejum (100% de calorias necessárias para manter o peso inicial);
  2. Jejum intermitente + redução de calorias (70% das calorias necessárias para manter o peso inicial; n = 26);
  3. Jejum intermitente, sem redução de calorias (100%; n = 25);
  4. Redução contínua de calorias (70%), sem jejum (n = 25).

O jejum foi de 24 horas após o café da manhã em três dias não consecutivos por semana, e só foram permitidos água e pequenas quantidades de alimentos e bebidas sem calorias (café preto ou chá, bebidas dietéticas, goma de mascar ou balas) e 250 ml de um caldo com 20 calorias.

Resultados

O grupo 2 (jejum + redução 70%) apresentou maiores índices de perda de peso, massa gorda, colesterol LDL e ácidos graxos não-esterificados (p ≤ 0,05). O grupo 3 perdeu mais peso e gordura do que o controle, mas apresentou aumento nos níveis de insulina em jejum.

Pelos achados, os pesquisadores concluíram que jejum intermitente (3 vezes por semana) + dieta hipocalórica foi mais eficaz na perda de peso do que apenas reduzir a ingestão de calorias ou jejuar.

Dieta baseada em jejum pode ser o novo tratamento para diabetes

Referências:

  • Hutchison, A. T., Liu, B. , Wood, R. E., Vincent, A. D., Thompson, C. H., O’Callaghan, N. J., Wittert, G. A. and Heilbronn, L. K. (2019), Effects of Intermittent Versus Continuous Energy Intakes on Insulin Sensitivity and Metabolic Risk in Women with Overweight. Obesity, 27: 50-58. doi:10.1002/oby.22345

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar