Categorias: Medicina Interna

Relação entre TSH, T4 livre e sobrevida

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

Existem diferenças na expectativa de vida com e sem doença cardiovascular dentro do intervalo de referência da função tireoidiana? Um estudo publicado no JAMA Internal Medicine respondeu essa questão.

Para esse estudo, que foi prospectivo de coorte, pesquisadores incluíram 7.785 participantes (idade média = 64,7; 52,5% do sexo feminino) sem doença da tireoide e com níveis de TSH e T4 livre dentro dos intervalos de referência.

Durante o follow-up de aproximadamente 8 anos, foram registrados 789 eventos de incidentes cardiovasculares e 1.357 óbitos. Em comparação com aqueles no quartil mais baixo, homens e mulheres no quartil de TSH mais alto viveram 2 (IC de 95%: 1 a 2,8) e 1,4 (IC de 95%: 0,2 a 2,4) anos a mais, respectivamente; dos quais 1,5 (IC de 95%: 0,2 a 2,6) e 0,9 (IC de 95%: -0,2 a 2,0) anos a mais sem doença cardiovascular.

Você sabe? ‘Quando medir TSH e T4 livre?’

Comparado com os participantes do quartil mais baixo, a diferença na expectativa de vida para homens e mulheres no quartil de T4 livre mais alto foi de -3,2 (IC de 95%: -5,0 a -1,4) e -3,5 (IC de 95%: -5,6 a -1,5) anos, respectivamente; dos quais, -3,1 (IC de 95%: -4,9 a -1,4) e -2,5 (IC de 95%: -4,4 a -0,7) anos sem doença cardiovascular.

Em resumo, os participantes com função tireoidiana mais baixa (ainda que dentro do intervalo de referência) vivem até 3,5 anos mais, e até 3,1 anos a mais sem doença cardiovascular, do que os participantes com função tireoidiana mais alta (ainda que dentro do intervalo de referência). Por fim, os pesquisadores concluíram que esses achados fornecem mais evidências para uma reavaliação dos atuais intervalos de referência da função tireoidiana e podem ajudar a informar os cuidados preventivos e clínicos.

Leia mais: ‘8 perguntas e respostas sobre desreguladores endócrinos e seus efeitos na homeostase tireoidiana’

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Referências:

  • Bano A, Dhana K, Chaker L, Kavousi M, Ikram MA, Mattace-Raso FUS, Peeters RP, Franco OH. Association of Thyroid Function With Life Expectancy With and Without Cardiovascular DiseaseThe Rotterdam Study. JAMA Intern Med. 2017;177(11):1650–1657. doi:10.1001/jamainternmed.2017.4836
Compartilhar
Publicado por
Vanessa Thees

Posts recentes

Cama compartilhada com recém-nascidos: Quais as evidências científicas?

Fazer ou não cama compartilhada com o bebê é um assunto recorrente nas consultas de…

9 horas atrás

Ondansetrona e antieméticos: Comparação entre seus tratamentos em gestantes

A ondansetrona tem sido recentemente estudada em coortes cada vez maiores, comparada com outros antieméticos.…

1 dia atrás

Whitebook: dor abdominal crônica em crianças

Em nossa publicação semanal de conteúdos do  Whitebook vamos falar sobre a apresentação clínica da…

2 dias atrás

Dia Internacional da Luta contra a Endometriose

A endometriose é uma doença ginecológica, descrita pela literatura científica como inflamatória, crônica, benigna e…

2 dias atrás

IM/ACP 2021: highlights do congresso de Medicina Interna do ACP [podcast]

Neste episódio do podcast da PEBMED, nossos médicos comentam sobre os destaques do congresso de…

2 dias atrás

Maio chegou e com ele muitas novidades no Nursebook! 

A partir de agora, o nosso app conta com uma Calculadora de Dimensionamento de Equipe…

2 dias atrás