Página Principal > Oftalmologia > Relembre os avanços em Oftalmologia no último ano
olho aberto

Relembre os avanços em Oftalmologia no último ano

O ano de 2016 trouxe muitos avanços na Medicina. A área de Oftalmologia merece um destaque especial, pois esteve na vanguarda da inovação e englobou várias tecnologias na prática. Vamos relembrar aqui alguns deles.

Lente intraocular multifocal

Em julho de 2016, o Food and Drug Administration (FDA), órgão americano para controle de alimentos e medicamentos, aprovou uma nova lente intraocular multifocal acromática, a primeira com “profundidade ampliada de foco”. A lente proporciona um alcance estendido de visão, corrigindo aberrações cromáticas e aumentando a sensibilidade ao contraste.

Um estudo testou a qualidade óptica, sensibilidade ao contraste e qualidade de vida da nova lente acromática e encontrou resultados semelhantes aos da lente intraocular monofocal asférica. A previsão é de que a introdução da nova tecnologia tenha um impacto positivo nos resultados da cirurgia de catarata, proporcionando opções adicionais e também maior satisfação do paciente.

Veja também: ‘Em quais pacientes devo indicar o uso de lentes de contato esclerais?’

Avanços na cirurgia do glaucoma

Um novo implante, chamado XEN Gel Stent, é considerado um híbrido entre a cirurgia do glaucoma tradicional e a cirurgia minimamente invasiva. Ele apresenta uma técnica de implantação ab interno, ou seja, implanta-se da câmara anterior para o espaço subconjuntival. A biocompatibilidade e técnica cirúrgica minimizam a inflamação.

Outro novo dispositivo, o InnFocus MicroShunt, é inserido através de uma aproximação ab externa de uma pequena agulha, e não requer a colocação de um remendo sobre o dispositivo. Seu tubo flexível é feito de um biomaterial inerte e gera assim mínima inflamação e formação de cicatriz.

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique aqui!

Prevenção da miopia

Os efeitos da atropina sobre a miopia têm sido o foco de vários estudos. Os achados indicaram que as gotas oculares de atropina retardam a progressão míope em crianças pequenas. As teorias para esse efeito incluem a inibição da acomodação e remodelação escleral.

Em 2016, um novo ensaio clínico randomizado comparou a segurança e eficácia de diferentes concentrações de colírios de atropina. Os pesquisadores descobriram que 0,01% era mais eficaz na desaceleração da progressão miópica e foi associado a menos efeitos colaterais visuais em comparação com doses mais elevadas de atropina.

E mais: ‘Permanência de sintomas visuais após a realização da técnica LASIK’

Cirurgia de retina 3D Heads-up e Angiografia OCT

Os benefícios da nova técnica cirúrgica 3D Heads-up incluem a redução dos problemas musculares e da fadiga que os cirurgiões sentem quando sentados ao microscópio, além dos benefícios educacionais já que todos na sala podem ver exatamente o que o cirurgião está vendo.

A angiografia por tomografia de coerência óptica (OCT) ganhou força em 2016. O exame fornece mapas tridimensionais da retina e da microvascularização da coroide. A sua natureza rápida e não invasiva, e a capacidade de visualizar as redes capilares retinais e coroidais como camadas separadas produziu uma explosão na investigação, ampliando seu uso em doenças como diabetes, degeneração macular relacionada com a idade, retinopatia serosa central, glaucoma e inchaço do nervo óptico.

Referências:

  • 6 Major Advances in Ophthalmology: A Look Back at 2016. Medscape. Jan 06, 2017.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.