Ressonância cardíaca em pacientes recuperados da Covid-19

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Diante da miríade de manifestações clínicas observada durante a infecção por coronavírus desde o início da pandemia, a miocardite pelo vírus foi descrita em certas ocasiões. A miocardite pode levar a um quadro leve e totalmente recuperável até a morte súbita, mesmo em indivíduos com o coração previamente saudável. Apesar de ser raramente encontrada em autópsias de pacientes infectados pela Covid-19 sua incidência em exames complementares como a ressonância magnética tem sido mais expressiva.

Leia também: Tocilizumabe: quando e como usar na Covid-19?

Ressonância cardíaca em pacientes recuperados da Covid-19

Análise recente

Um estudo foi conduzido, nos Estados Unidos, com estudantes, atletas, com média de idade de 20 anos, que tiveram a infecção leve a moderada por Covid-19 e se recuperaram. Foram 145 participantes, sendo que destes 118 foram sintomáticos e 24 assintomáticos.

Saiba mais: Covid-19: saúde mental dos familiares dos pacientes

Eles realizaram a ressonância cardíaca em um tempo médio de 15 dias após a positivação do teste para Covid-19. Apenas dois pacientes (1,4%) apresentaram achados consistentes com miocardite a ressonância. Esses pacientes realizaram nova ressonância 1 mês após a primeira ressonância com persistência de achados inflamatórios.

Conclusão

A miocardite é importante causa de morte súbita em atletas, entretanto, neste estudo em questão, a infecção por coronavírus não pareceu ser causa significante de miocardite nessa população. As alterações laboratoriais e eletrocardiográficas estiveram de acordo com a alterações na ressonância. Mais estudos são necessários para afirmar ou se contrapor a este achado.

Autor(a):

Referências bibliográficas:

  • Starekova J, Bluemke DA, Bradham WS, et al. Evaluation for Myocarditis in Competitive Student Athletes Recovering From Coronavirus Disease 2019 With Cardiac Magnetic Resonance Imaging. JAMA Cardiol 2021. Jan 14;e207444.
    doi: 10.1001/jamacardio.2020.7444. Online ahead of print.

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar