Página Principal > ACC 2019 > Screening de depressão não melhora qualidade de vida após SCA [ACC 2019]
elevação de ST

Screening de depressão não melhora qualidade de vida após SCA [ACC 2019]

Tempo de leitura: 2 minutos.

Nos pacientes com síndrome coronariana aguda (SCA) a depressão é um fator de risco para pior prognóstico. Mais do que isso, há evidências de que as pessoas que se internam com infarto têm uma incidência de depressão maior nos primeiros meses, por isso, um grupo de pesquisadores realizou o estudo CODIACS-QoL, apresentado na tarde deste sábado (16) no congresso do American College of Cardiology.

Screening de depressão após SCA

Kronish et al selecionaram 1.500 pacientes que passaram por SCA e dividiram em três grupos. Um grupo não recebeu screening para depressão. Os outros dois receberam um questionário para diagnóstico de depressão e notificação em caso positivo. Um desses grupos, além da notificação, recebeu a oferta de tratamento medicamentoso e psicoterápico.

No total, 7% dos pacientes investigados apresentaram diagnóstico de depressão. No seguimento de 18 meses, não houve diferença significativa na qualidade de vida medida por QALYS (quality adjusted life years) entre os três grupos. Em 9 meses, não houve diferença significativa entre os grupos quanto ao número de dias sem depressão, bem como efeitos adversos de antidepressivos e taxas de morte e sangramento.

Cerca de 25% dos pacientes desisiram do tratamento oferecido.

Qual é a mensagem para casa?

Depressão é comum (7% dos pacientes apresentaram depressão), então o médico não deve negligenciar. Qual é o ponto que limita o estudo? O tratamento que o paciente foi submetido não foi controlado. Então, a princípio o médico escolheu o tratamento, mas será que ele optou pelos mais eficazes?

Há outros ensaios que mostram que tratar a depressão é importante. Nesse estudo, fazer o screening e mandar tratar não mostrou diferença, mas qual tratamento foi esse? Isso só outros trabalhos vão poder mostrar.

ACC 2019: cobertura PEBMED

Neste final de semana, a PEBMED vai trazer as principais notícias do congresso do American College of Cardiology, fique ligado em nosso Portal!

Apple Watch na detecção de fibrilação atrial é eficaz? [ACC 2019]

Autor:

Referências:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.