Síndrome ligada à Covid-19 é responsável por 46 óbitos de crianças e adolescentes no Brasil

O Brasil contou 736 casos e 46 óbitos de crianças e adolescentes pela Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica associada à Covid-19.

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar esse conteúdo crie um perfil gratuito no AgendarConsulta.

De 1º de abril de 2020 até 13 de fevereiro de 2021, o Brasil contabilizou 736 casos e 46 óbitos de crianças e adolescentes pela Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P) associada à Covid-19, segundo dados recentes do Ministério da Saúde.

A SIM-P é uma rara resposta inflamatória, requer cuidados intensivos que, em casos graves, pode levar ao óbito. Os sintomas incluem alergia, problemas cardíacos e de coagulação no sangue, vômito, diarreia, dor abdominal, febre persistente, erupção cutânea, olhos vermelhos, inflamação e mau funcionamento de um ou mais órgãos.

O quadro clínico desta condição apresenta características semelhantes com a doença de Kawasaki e a síndrome do choque tóxico, e costuma se apresentar com inflamação sistêmica e sintomas gastrointestinais, evoluindo com complicações cardiovasculares e levando pacientes à falência múltiplas de órgãos e choque hemodinâmico.

Leia também: Posição prona: uma poderosa aliada na Covid-19 grave

A Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica pode se desenvolver em pessoas de 0 a 19 anos que tiveram Covid-19 previamente e que, inclusive, já estão curadas da enfermidade. A síndrome vem sendo registrada em uma minoria de crianças atingidas pela Covid-19 ao longo da pandemia. Ela também pode ter outras causas; os dados do Ministério Saúde são de casos que foram relacionados à infecção pelo novo coronavírus.

Síndrome ligada à Covid-19 é responsável por 46 óbitos de crianças e adolescentes no Brasil

Idades e gênero

As crianças de 0 a 4 foram as mais atingidas pela síndrome, com 42,53% dos casos. Em seguida, crianças de 5 a 9 anos, com 33,42%. Na faixa etária de 10 a 14 anos, com 21,06%, e adolescentes de 15 a 19 anos, com apenas 2,99%

Os casos entre os meninos foram mais frequentes que entre as meninas. E essa diferença aumenta com a idade até os 15 anos. O número de casos entre adolescentes de 15 a 19 anos foi quase o mesmo, independentemente do gênero.

De acordo com infectologistas, não existe ainda uma explicação concreta sobre a síndrome atingir mais os meninos. Os especialistas afirmam que serão necessários mais estudos para encontrar uma resposta para tal incidência.

Por estados

Os estados com mais casos SIM-P foram São Paulo (120), Pará (65), Ceará (64), Minas Gerais (62), Distrito Federal (57), Rio de Janeiro (56) e Bahia (56). Rondônia e Amapá não tiveram nenhum caso.

Óbitos

Dezessete estados registraram, pelo menos, um óbito pela SIM-P. No total, foram contabilizadas 46 mortes de crianças e adolescentes desde o início da pandemia. Pará (9), São Paulo (8), Rio de Janeiro (6), Paraná (3), Amazonas (3) e Bahia (3) foram os estados que registraram mais óbitos de crianças e adolescentes.

Estados Unidos

Ainda faltam informações globais de números de casos e óbitos pela síndrome, mas o Departamento de Saúde dos Estados Unidos (CDC) divulgou em sua mais recente atualização, no dia 1º de março, 2.617 casos de SIM-P com 33 óbitos.

A maioria dos casos ocorreu em crianças e adolescentes com idades entre 1 e 14 anos, com idade média de nove anos.

Saiba mais: Vacina contra a Covid-19 da Pfizer/BioNTech começa a ser testada em gestantes

Os casos ocorreram em crianças e adolescentes de < 1 ano de idade a 20 anos. Cerca de 60% dos casos relatados ocorreram em crianças hispânicas ou latinas (842 casos) ou negras, não hispânicas (746 casos). Outro dado revelado foi que 99% dos casos (2.591) testaram positivo para o novo coronavírus. O 1% restante estava perto de alguém com a Covid-19. Mais da metade (59%) dos casos notificados eram do sexo masculino.

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Referências bibliográficas:

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastre-se grátis Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo

Selecione o motivo:
Errado
Incompleto
Desatualizado
Confuso
Outros

Sucesso!

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo.

Você avaliou esse artigo

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Baixe e-books, e outros materiais para aprimorar sua prática médica e gestão Baixe e-books, e outros materiais
para aprimorar sua prática
médica e gestão