Página Principal > Saúde Pública > Suplementação com biotina (vitamina B7) pode gerar falso negativo para troponina

Suplementação com biotina (vitamina B7) pode gerar falso negativo para troponina

Tempo de leitura: 2 minuto.

Essa semana, a Food and Drug Administration (FDA), agência americana para regulação de medicamentos, emitiu um documento alertando que a suplementação com biotina pode falsear resultados laboratoriais, incluindo falso negativo para troponina. Esse risco já havia sido relatado em 2016 pelo NEJM.

A biotina, também conhecida como vitamina B7, é uma vitamina solúvel em água frequentemente encontrada em vitaminas pré-natais e suplementos comercializados para o crescimento do cabelo, da pele e das unhas. Esses suplementos podem conter até 650 vezes a dose diária recomendada de 0.03 mg.

Segundo informações da FDA, a biotina no sangue ou em outras amostras retiradas de pacientes que estão ingerindo níveis elevados de biotina podem interferir nos resultados de exames laboratorias. A agência reportou um aumento no número de eventos adversos relacionados esse ano, incluindo uma morte devido a um falso negativo para troponina por interferência da biotina.

Recomendações da FDA para médicos

Junto com o alerta, a FDA emitiu também algumas recomendações para os médicos. São elas:

1) Fale com seus pacientes sobre os suplementos de biotina que eles podem estar tomando, incluindo aqueles comercializados para o cabelo, pele e crescimento das unhas.
2) Esteja ciente de que muitos testes de laboratório, incluindo exames de diagnóstico cardiovascular e hormonais, que utilizam tecnologia de biotina são potencialmente afetados e resultados incorretos podem ser gerados com a presença de biotina na amostra do paciente.
3) Comunique-se com laboratório que realiza o exame se seu paciente estiver tomando biotina.
4) Se um resultado não coincide com a apresentação clínica de seu paciente, considere a interferência de biotina como uma possível fonte de erro.

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Referências:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.