Tag: síndrome coronariana aguda

Angioplastia precoce no IAMSSST é benéfica para pacientes de alto risco

As estratégias invasivas precoces em indivíduos IAMSSST são eficazes nos casos em que o risco de morte é alto, segundo pesquisa apresentada no ESC 2018.

Nova estratégia permite excluir IAM com apenas 1 hora da chegada na emergência

Paciente com dor precordial deve ser avaliado na emergência para determinar se a causa é uma SCA e se há uma condição de alto risco para morte, como o IAM.

Depressão pós-SCA: antidepressivos podem reduzir risco cardiovascular

Um novo artigo do JAMA investigou se o uso de antidepressivos na depressão pós-SCA poderia reduzir o risco cardiovascular a longo prazo.

Síndrome coronariana aguda: como manejar? – Decisão Clínica PEBMED

Para começar, vamos falar sobre o manejo da síndrome coronariana aguda, uma das principais causas de comorbidades, mortes e internações.

Estratégia invasiva precoce versus tardia em SCA sem elevação do segmento ST

Uma estratégia invasiva de rotina é recomendada para pacientes com SCA sem elevação do segmento ST. No entanto, o momento ideal da estratégia invasiva não está claramente definido.

Vale a pena estratificar a síndrome coronariana aguda de baixo risco?

Essa hipótese foi testada em um novo estudo, publicado no JAMA Internal Medicine. Veja aqui os resultados.

As várias faces do infarto: não as subestime!

Já sabemos que tempo é miocárdio: quanto mais o tratamento demorar para ser iniciado, maior a morbidade e a mortalidade da sindrome coronariana aguda.

Síndrome Coronariana Aguda: o que há de novo

No último mês, saiu na New England Journal of Medicine um excelente artigo de revisão que discute as novidades na abordagem à síndrome coronariana aguda na sala de emergência.

Síndrome coronariana com supra ST: como avaliar o eletrocardiograma

Em nossa publicação semanal de conteúdos compartilhados do Whitebook, trazemos informações sobre eletrocardiograma na síndrome coronariana aguda com supra.

Síndrome coronariana aguda: 1, 2, 3… 7 problemas!

Olá! Tenho certeza que em algum momento da vida passou pela sua cabeça que seria impossível saber tudo de Medicina. É, você estava certo!