Página Principal > Urologia > Toque retal em consultas da atenção primária é recomendado?
médico conversando com paciente

Toque retal em consultas da atenção primária é recomendado?

Tempo de leitura: 1 minuto.

O toque retal é um exame comum no rastreio de câncer de próstata. Uma revisão sistemática e meta-análise investigou a precisão diagnóstica desse exame no cenário da atenção primária. Os resultados foram publicados esse mês no periódico Annals of Family Medicine.

Para o estudo, pesquisadores analisaram as bases do MEDLINE, Embase, DARE, Cochrane e CINAHL desde o seu início até junho de 2016. A pesquisa resultou em 8.217 estudos, dos quais sete com 9.241 pacientes foram incluídos após o processo de triagem. Todos os pacientes analisados foram submetidos ao exame de toque retal e, baseado nos resultados, uma biópsia subsequente.

Toque retal na atenção primária

Quando o toque retal foi realizado no cenário da atenção primária, a sensibilidade diagnóstica foi de 0,51 (IC de 95%: 0,36 a 0,67; I² = 98,4%) e a especificidade foi de 0,59 (IC de 95%: 0,41 a 0,76; I² = 99,4%). O valor preditivo negativo foi de 0,41 (IC de 95%: 0,31 a 0,52; I² = 97,2%) e o positivo foi de 0,64 (IC de 95%: 0,58 a 0,70; I² = 95,0%).

Pelos achados os pesquisadores concluíram que, devido à falta de evidências que apoiam sua eficiência, o toque retal em consultas da atenção primária não deve ser recomendado. As consequências do uso indiscriminado do exame pode ser o aumenta de casos de overdiagnosis e overtreatment.

Screening do câncer de próstata: a luta continua

Referências:

  • Digital Rectal Examination for Prostate Cancer Screening in Primary Care: A Systematic Review and Meta-Analysis. Ann Fam Med March/April 2018 vol. 16 no. 2 149-154. doi: 10.1370/afm.2205

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.