Página Principal > Psiquiatria > Tratamento para ansiedade deve continuar por, no mínimo, 1 ano após melhora clínica
ansiedade

Tratamento para ansiedade deve continuar por, no mínimo, 1 ano após melhora clínica

Segundo os resultados de um novo artigo publicado no British Medical Journal (BMJ), o tratamento para ansiedade deve continuar por, no mínimo, mais 1 ano após a melhora clínica.

Para chegar nessa conclusão, pesquisadores realizaram uma metaanálise para investigar o risco de recaída e o tempo de recidiva após a descontinuação de antidepressivos em pacientes com transtorno de ansiedade que responderam a antidepressivos.

A análise incluiu 28 estudos, nos quais 5.233 pacientes com ansiedade, que tiveram melhora clínica, foram randomizados para continuar o tratamento ou mudar para um placebo. Posteriormente, os participantes foram avaliados para recaída.

Veja também: ‘Neurocientistas definem quais são as músicas que mais aliviam a ansiedade’

Em 1 ano de follow-up, a interrupção do tratamento aumentou a probabilidade de recaída em comparação com a continuação de antidepressivos (odds ratio [OR] = 3,11, intervalo de confiança [IC] de 95%: 2,48 a 3,89). Análises de subgrupos e de meta-regressão não mostraram significância estatística. O tempo de recaída do tratamento foi significativamente mais curto com o placebo (hazard ratio [HR] = 3,63, [IC] de 95%: 2,58 a 5,10; n = 11 estudos).

As prevalências de recidiva foram de 36,4% (30,8% a 42,1%; n = 28 estudos) no grupo placebo e 16,4% (12,6% a 20,1%; n = 28 estudos) no grupo de antidepressivo.

Os pesquisadores destacam que, com base na evidência apresentada nesse estudo, a recomendação é continuar os antidepressivos durante, pelo menos, 1 ano após a resposta ao tratamento. Depois desse período, nenhuma conduta baseada em evidências pode ser fornecida.

E mais:Podemos antecipar a resposta aos antidepressivos?’

Referências:

  • Batelaan Neeltje M, Bosman Renske C, Muntingh Anna, Scholten Willemijn D, Huijbregts Klaas M, van Balkom Anton J L M et al. Risk of relapse after antidepressant discontinuation in anxiety disorders, obsessive-compulsive disorder, and post-traumatic stress disorder: systematic review and meta-analysis of relapse prevention trials BMJ 2017; 358 :j3927

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.