Pebmed - Notícias e Atualizações em Medicina
Cadastre-se grátis
Home / Clínica Médica / Uso de atazanavir contra a Covid-19 pode ser eficaz?
medicamentos variados inlcuindo atazanavir para covid-19

Uso de atazanavir contra a Covid-19 pode ser eficaz?

Esse conteúdo é exclusivo para
usuários do Portal PEBMED.

Tenha acesso ilimitado a todos os artigos, quizzes e casos clínicos do Portal PEBMED.

Faça seu login ou inscreva-se gratuitamente!

No contexto da pandemia de Covid-19 iniciada esse ano, muitas medicações estão sendo testadas em relação à sua ação contra o novo coronavírus SARS-CoV-2. Até o momento, existem poucas evidências mostrando benefício no tratamento de pacientes infectados.

Atazanavir na Covid-19

Os medicamentos antivirais mais bem-sucedidos comumente atuam em enzimas virais. Um alvo potencial para ação contra os coronavírus seria uma protease (Mpro), a qual é necessária para o processo de replicação viral e que seria inibida pela combinação lopinavir/ritonavir (LPV/r), inibidores de protease usados no tratamento de HIV.

Entretanto, um estudo recente não mostrou benefício com esses medicamentos em pacientes com Covid-19.
Outro antirretroviral, o atazanavir (ATV), também parece mostrar atividade contra a protease do SARS-CoV-2 em experimentos in silico e evidências de outros estudos apontam para sua capacidade de alcançar os pulmões. Baseados nesses achados prévios, ATV, com e sem a combinação com ritonavir, foi estudado como possível agente antiviral para o novo coronavírus.

Os resultados sugerem que, devido a suas propriedades moleculares, ATV teria ligação mais espontânea e mais estável à Mpro do que LPV, permanecendo estável mesmo com mudanças conformacionais do alvo enzimático. Da mesma forma, análise em células infectadas mostrou capacidade do ATV em inibir a ação dessa enzima.

cadastro portal

A inibição da replicação viral foi demonstrada em diferentes linhagens celulares, tanto com ATV sozinho quanto em combinação com ritonavir (ATV/r). A combinação ATV/r foi a mais potente na inibição da replicação de SARS-CoV-2 em células Vero, quando comparada com ATV somente e com cloroquina. A ação inibitória de ATV e ATV/r reproduziu-se em células epiteliais pulmonares humanas, mas de forma mais potente do que nas células Vero.

Como evidências recentes sugerem um importante papel de citocinas pro-inflamatórias na patogênese de infecção grave por SARS-CoV-2, ATV e ATV/r foram avaliados em relação à sua ação em monócitos humanos. ATV/r e cloroquina foram capazes de inibir a replicação viral em monócitos humanos. A infecção viral aumentou a mortalidade celular em 75%, o que foi prevenido com uso de ATV e ATV/r. Além disso, infecção pelo SARS-CoV-2 aumentou os níveis de IL-6 no sobrenadante da cultura celular, o que também foi evitado com exposição de ATV, ATV/r e cloroquina. A liberação de TNF-α, outro biomarcador de resposta inflamatória descontrolada, foi inibida somente pela combinação ATV/r.

Leia também: Hidroxicloroquina para Covid-19: análise de evidências do novo ensaio clínico

Conclusões

Embora seja um estudo não clínico, totalmente in vitro, os resultados mostram que ATV pode ser outra medicação com potencial para o combate contra a Covid-19 e que o mesmo poderia ter melhor performance do que a combinação LPV/r, já que os dados mostram uma potência pelo menos 10 vezes maior com o primeiro antirretroviral. As potências de ATV e ATV/r em inibir a replicação viral foram semelhantes às de outros fármacos que estão sendo estudados, como remdesivir e cloroquina.

Ainda é cedo para recomendar o uso de ATV/r para o tratamento de Covid-19, mas os dados sugerem que pode ser um potencial medicamento a ser incluído nos ensaios que estão sendo conduzidos internacionalmente.

Autora:

Referência bibliográfica:

  • Fintelman-Rodrigues, N, Sacramento, CQ, Lima, CR, da Silva, FS, Ferreira, AC, Mattos, M, Freitas, CS, Soares, VC, Dias, SSG, Temerozo, JR, Miranda, M, Matos, AR, Bozza, FA, Carels, N, Alves, CR, Siqueira, MM, Bozza, PT, Souza, TML. Atazanavir inhibits SARS-CoV-2 replication and pro-inflammatory cytokine production. bioRxiv. doi: https://doi.org/10.1101/2020.04.04.020925.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×

Adicione o Portal PEBMED à tela inicial do seu celular: Clique em Salvar na Home Salvar na Home e "adicionar à tela de início".

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.