Leia mais:
Leia mais:
Conheça a próxima etapa do estudo da Unicamp e USP sobre os efeitos da covid-19 no cérebro
Covid-19: Ministério da Saúde anuncia aplicação da quarta dose em pessoas a partir dos 80 anos
ISICEM 2022: há benefício na terapia antiplaquetária em pacientes críticos com covid-19?
Covid-19: Publicação do Ministério da Saúde avalia impactos da pandemia na saúde dos brasileiros
Check-up Semanal: vacinação e síndrome pós Covid-19, vaginose bacteriana e mais! [podcast]

Coronavírus: lopinavir-ritonavir e cloroquina podem ser opções de tratamento?

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Com o crescimento da pandemia no Ocidente, novas formas de tratamento para a doença do novo coronavírus, Covid-19, estão sendo pesquisadas. A maioria tem como pano de fundo estudos prévios in vitro, em modelos animais, e na experiência anterior com o outro coronavírus, o MERS.

monitor de UTI em foco, com paciente com coronavírus ao fundo

Lopinavir-Ritonavir para coronavírus

Saiu no New England Journal of Medicine (NEJM) um ensaio clínico com lopinavir-ritonavir, cujo nome comercial mais conhecido é Kaletra®, para adultos com Covid-19, sinais radiológicos de pneumonia viral e hipoxemia. O ensaio foi com grupo controle, porém sem uso de placebo e sem cegamento. Foram recrutados cerca de 100 pacientes em cada grupo. Por se tratar de um estudo aberto, é importante a avaliação de métricas objetivas de melhora.

  • “Melhora clínica com 14 dias”: 45% com medicação vs 30% sem medicação (p<0,05);
  • Tempo até melhora: 15 dias com medicação vs 16 dias no controle (p<0,05);
  • Mortalidade: 19,2% com medicação vs 25% no controle (não significativo, p>0,05);
  • Isolamento viral: não houve diferença.

Os principais eventos adversos foram gastrointestinais e nenhum muito grave. No editorial, os autores são céticos, pois apesar de alguns sinais de melhora clínica, não houve redução da viremia, o que na opinião deles poderia indicar algum viés.

Cloroquina

Uma revisão sistemática publicada no Journal of Critical Care incluiu pequenos estudos publicados na China e os resultados preliminares dos grandes ensaios que começaram por lá e os resultados (preliminares) animaram a comunidade científica!

A droga tem atividade in vitro e relatos de melhora clínica. Em um estudo francês com 36 pacientes, a combinação hidroxicloroquina e azitromicina reduziu a viremia após 6 dias. Só que para a vida real, ainda falta um estudo mais organizado, como foi feito com lopinavir-ritonavir.

Leia mais sobre o coronavírus:

Referências bibliográficas:

Autor(a):

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades
Referências bibliográficas:

    O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

    Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

    Um comentário

    1. Welberth Cordeiro

      Raltegravir, Abacavir e o Ofatumumab podem ser a grande chave para o tratamento do vírus. Fármacos potentes, capazes de vencer até o Ebola em dias. Porém muitos caros e em escassez. O quê não controlaria a pandemia salvo, a quebra de patente.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.