Coagulopatia na infecção por coronavírus: um fator de mau prognóstico

Diante da pandemia de coronavírus, diversos aspectos vêm sendo estudados para conhecer melhor a doença e, dessa forma, reduzir a gravidade dos pacientes.

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar esse conteúdo crie um perfil gratuito no AgendarConsulta.

Diante da pandemia de coronavírus, diversos aspectos vêm sendo estudados na tentativa de conhecer melhor a doença e, dessa forma, reduzir o número e a gravidade dos indivíduos infectados.

Coagulopatia em coronavírus

Um estudo publicado em fevereiro/2020, no Journal of Thrombosis and Haemostasis, avaliou retrospectivamente a coagulação de 183 pacientes com infecção pelo coronavírus, acompanhados em um hospital de Wuhan. A mediana de idade foi de 54 anos, sendo que 41% dos indivíduos tinham comorbidades, como doença cardiovascular, pneumopatia, malignidade e doença renal crônica. Onze e meio por cento dos casos evoluíram para óbito.

Comparando os resultados dos testes de coagulação dos pacientes que foram a óbito com os sobreviventes, observou-se maior incidência de coagulação intravascular disseminada (CIVD) nos primeiros (71,4% x 0,6%): maiores níveis de D-dímero (> 3 mcg/mL em 85,7% dos casos), maior prolongamento do tempo de protrombina (> 6 seg em 47,6% dos casos) e menores valores de fibrinogênio (< 100 mg/dL em 28,6% dos casos) e de plaquetas (< 50.000/mm³ em 23,8% dos casos). Nos pacientes que evoluíram mal, o intervalo mediano entre a admissão hospitalar e o desenvolvimento da coagulopatia foi de quatro dias.

O número de participantes foi relativamente pequeno (e de apenas um centro), tornando a amostra pouco representativa. No entanto, evidenciou-se alta incidência de CIVD nos pacientes que foram a óbito, sugerindo que os parâmetros de coagulação tenham valor prognóstico na infecção pelo coronavírus, assim como na sepse.

Para avaliação de CIVD, pode-se usar o escore da ISTH (International Society on Thrombosis and Haemostasis):

0 ponto 1 ponto 2 pontos
Plaquetometria >100.000/mm³ 50.000-100.000/mm³ < 50.000/mm³
D-dímero Baixo Moderadamente aumentado Fortemente aumentado (> 5x o valor normal)
Prolongamento do tempo de protrombina < 3 segundos
    1. segundos
> 6 segundos
Fibrinogênio > 100 mg/dL < 100 mg/dL
  • Se pontuação ≥ 5: compatível com CIVD (repetir exames diariamente);
  • Se pontuação < 5: não exclui CIVD, mas os achados não são tão característicos (repetir exames em 24-48 horas).

Leia mais: 

Conclusões

Na CIVD, deve-se avaliar a necessidade de transfusão de hemocomponentes. A administração profilática de plaquetas e/ou fatores de coagulação (plasma fresco ou crioprecipitado), na ausência de hemorragia e de fatores de risco para hemorragia não é recomendada de rotina, exceto se trombocitopenia muito grave (< 10.000-20.000 plaquetas/mm³).

Por outro lado, se houver sangramento ativo ou necessidade de procedimento invasivo, a transfusão está indicada. Outras medidas de suporte também devem ser continuadas, como hidratação vigorosa e suporte ventilatório.

Referências bibliográficas:

  • Tang, Ning, et al. “Abnormal Coagulation parameters are associated with poor prognosis in patients with novel coronavirus pneumonia.” Journal of Thrombosis and Haemostasis (2020).
  • Papageorgiou, Chrysoula, et al. “Disseminated intravascular coagulation: an update on pathogenesis, diagnosis, and therapeutic strategies.” Clinical and Applied Thrombosis/Hemostasis 24.9_suppl (2018): 8S-28S.
Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastre-se grátis Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo

Selecione o motivo:
Errado
Incompleto
Desatualizado
Confuso
Outros

Sucesso!

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo.

Você avaliou esse artigo

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Baixe e-books, e outros materiais para aprimorar sua prática médica e gestão Baixe e-books, e outros materiais
para aprimorar sua prática
médica e gestão