Leia mais:
Leia mais:
HPV: menos de 4 entre 10 meninos tomam duas doses da vacina no Brasil
Categoria Abordagem à População de Rua chega ao Nursebook! [Blog do Nurse]
A detecção do vírus HPV em amostras de mucosa oral em pacientes pediátricos
Quiz sobre educação sexual
Ministério da Saúde assume compromisso para erradicação do câncer de colo de útero

A detecção do vírus HPV em amostras de mucosa oral em pacientes pediátricos

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

O papilomavírus humano (HPV) é um vírus de material genético DNA, com mais de 150 tipos diferentes já descritos, que pode levar ao desenvolvimento de variadas lesões de mucosa e pele. Dentre todos esses tipos, aproximadamente 13 estão associados às neoplasias, notadamente ginecológicas e cervicais.

Uma de suas formas de apresentação é a papilomatose laríngea, entidade que acomete mais crianças do que adultos (sua incidência, nos Estados Unidos, é estimada em 4,3 casos/100.000 crianças), com amplo espectro de manifestações clínicas.

As apresentações podem variar desde portadores assintomáticos, até ao desenvolvimento de lesões laríngeas verrucosas/papilomatosas de crescimento progressivo (mais associadas aos tipos 6 e 11 do HPV), o que, em estágios avançados, pode levar a uma obstrução de vias aéreas.

Leia também: HPV: a importância da identificação precoce

A detecção do vírus HPV em amostras de mucosa oral em pacientes pediátricos

O estudo

Foi realizado um estudo com o objetivo de se avaliar a sensibilidade da reação em cadeia da polimerase – PCR (convencional e tempo real), em detectar o HPV da mucosa oral em pacientes pediátricos. Esse método é considerado o exame de eleição para a detecção de DNA viral, por ser altamente sensível para esse fim.

Para a detecção molecular do HPV, foram obtidas 49 amostras, de crianças (até 12 anos de idade), por meio de uma esfoliação da mucosa oral com o auxílio de uma escova estéril. Somente em um paciente, a amostra foi coletada diretamente da lesão.

Essas crianças, provenientes do ambulatório de otorrinolaringologia do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Goiás (UFG), foram divididas em 2 grupos: as que tinham papilomatose laríngea diagnosticada clinicamente (n=8) e as que apresentavam outras condições clínicas (n=41) sem relação com a infecção pelo vírus.

Resultados

Em todos os 41 pacientes do grupo sem papilomatose laríngea, o resultado apresentado foi negativo para o DNA viral. Já das 8 amostras de pacientes sabidamente portadores da infecção, o material genético do HPV foi detectado em apenas uma (tanto pela PCR convencional, quanto pela PCR em tempo real).

Saiba mais: Vacina contra HPV reduz em 89% a incidência de câncer do colo do útero

Essa única amostra positiva foi justamente a obtida pela esfoliação direta da própria lesão, o que sugere que a forma de coleta e o tipo de amostra podem influenciar na amplificação do material genético do HPV.

Mensagem prática

De acordo com dados do estudo, a sensibilidade do uso da reação em cadeia da polimerase, para a detecção do DNA do HPV em pacientes pediátricos com papilomatose laríngea clinicamente diagnosticada, foi baixa.

Nesse sentido, resultados falsos negativos podem ocorrer em proporções consideráveis e não devem, portanto, serem utilizados isoladamente para excluir o diagnóstico de papilomatose laríngea em crianças.

Embora haja a necessidade de estudos mais aprofundados, os dados apresentados mostram que a sensibilidade da PCR é diretamente influenciada pelo método e técnica de coleta empregados, localização anatômica da lesão, bem como pelo kit de extração utilizado na PCR.

Quer segurança na hora da decisão clínica? A Med Friday do Whitebook é a oportunidade de você dar um grande passo em sua carreira! Assine com desconto o aplicativo médico que tem todas as respostas que você precisa, a um toque de distância!

Referências bibliográficas:

  • Gama AR, et al. Detecção de HPV em amostras de mucosa oral em pacientes pediátricos. J. Bras. Patol. Med. Lab. 2021;57(1):1-5. doi: 10.5935/1676-2444.20210005.
Autor(a):

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades
Referências bibliográficas:

    O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

    Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.