Anvisa aprova uso de anticorpos monoclonais para o tratamento de Covid-19

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, hoje, o uso emergencial de dois anticorpos monoclonais – casirivimabe e imdevimabe – para o tratamento de Covid-19. A combinação, conhecida comercialmente como REGN-COV2, já havia sido aprovada emergencialmente por outras agências regulatórias internacionais, como a Food and Drug Administration (FDA) e as agências do Canadá e Suíça.

técnico injetando anticorpos monoclonais aprovados para Covid-19

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas

Anticorpos monoclonais para Covid-19

Casirivimabe e imdevimabe são anticorpos IgG monoclonais voltados para epítopos do domínio RBD da proteína S do SARS-CoV-2, região responsável pela ligação do vírus com os receptores ECA2 das células humanas. Seus alvos não são sobrepostos e o uso combinado apresenta vantagem em manter ação na presença de mutações da proteína S que possam alterar o alvo de um dos anticorpos.

Veja mais: CROI 2021: anticorpos monoclonais para Covid-19 – resultados do BLAZE-1

A indicação é para casos confirmados laboratorialmente classificados como leves ou moderados em pacientes a partir de 12 anos de idade e com no mínimo 40kg e que sejam considerados como de alto risco de progressão para formas graves da doença. Consideram-se como fatores de risco para agravamento:

  • Idade avançada;
  • Obesidade;
  • Doença cardiovascular, incluindo hipertensão arterial sistêmica;
  • Doença pulmonar crônica, incluindo asma;
  • Diabetes mellitus tipos 1 e 2;
  • Doença renal crônica, incluindo pacientes em diálise;
  • Hepatopatia crônica;
  • Imunossupressão.

Resultados dos estudos

Os estudos iniciais que levaram à aprovação dos medicamentos mostraram benefício na redução de hospitalização por Covid-19 ou morte por todas as causas quando comparados com placebo. Importante destacar que seu uso em populações dependentes suporte respiratório com oxigênio de alto fluxo ou ventilação mecânica não apresentou benefício e esteve associado a pior desfecho clínico nesses estudos.

Por esse motivo, o uso da combinação de anticorpos só está aprovado para pacientes que não necessitam de suplementação de oxigênio. Também não houve benefício com o uso profilático da combinação.

Casirivimabe e imdevimabe

A Anvisa aprovou o uso de casirivimabe e imdevimabe na posologia de 600mg cada, em infusão conjunta única. Os medicamentos estão disponíveis somente na apresentação IV, sendo necessária administração em ambiente hospitalar. O tratamento deve ser realizado no menor intervalo de tempo possível do exame comprobatório de infecção por SARS-CoV-2, não devendo ultrapassar 10 dias do início dos sintomas.

Eventos adversos foram raros nos estudos de segurança, podendo ocorrer reações de hipersensibilidade, incluindo anafilaxia, febre, calafrios, urticária, prurido e rubor.

Mais da autora: Meta-análise revela aumento de mortalidade após uso de hidroxicloroquina na Covid-19

A apresentação da Anvisa destaca que ainda há incertezas quanto ao uso do REGN-COV2 como a falta de dados clínicos sobre segurança e eficácia do produto na população pediátrica (os dados atuais são baseados em análises de farmacocinética) ou sobre a ação contra novas variantes (estudos in vitro sugerem manutenção da ação contra variantes, como a P1).

A aprovação se dá em caráter emergencial e os ensaios clínicos avaliando o uso de REGN-COV2 ainda estão em andamento. Mais informações sobre segurança, eficácia e efetividade estarão disponíveis à medida que os resultados desses estudos forem divulgados.

Autora:

Referências bibliográficas:

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar