Consumir chocolate amargo com azeite pode melhorar função endotelial - PEBMED

Consumir chocolate amargo com azeite pode melhorar função endotelial

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

Segundo estudo apresentado no congresso da European Society of Cardiology (ESC) de 2017, o consumo diário de um pequeno pedaço de chocolate amargo (pelo menos, 70% cacau) combinado com azeite pode melhorar a função endotelial.

O chocolate já foi associado a redução do risco cardiovascular e de fibrilação atrial. Para essa análise, pesquisadores objetivaram examinar os efeitos de consumir chocolate amargo enriquecido com azeite ou maçãs secas em células progenitoras endoteliais e metabólitos relacionados ao risco cardiovascular.

Quatorze homens e 12 mulheres que viviam na Toscana, na Itália, com idade média de 51, IMC médio de 29 kg/m² e, pelo menos, três fatores de risco cardiovascular participaram do estudo.

A maioria dos participantes tinha excesso de peso (20) ou história familiar de DAC (19), seguida de dislipidemia (15), hipertensão (14) e tabagismo ativo (9). Eles foram randomizados para comer uma barra de 40g de chocolate amargo contendo 10% de azeite extra virgem, todos os dias, por 4 semanas, e posteriormente, 2,5% de maçãs secas, todos os dias, também por 4 semanas.

– No final do mês de chocolate com azeite: participantes não apresentaram alterações significativas na glicose, colesterol total, HDL, LDL, triglicerídeos ou pressão arterial diastólica ou sistólica.

– No final do mês de chocolate com maçãs secas: os níveis de colesterol LDL nos participantes aumentaram de 132 para 142 mg/dL (P = 0,03). Não houve alterações significativas nas células progenitoras endotélias ou nos marcadores bioquímicos.

Para os pesquisadores, a melhora na função endotelial com o chocolate amargo + azeite deve-se ao efeito aditivo dos polifenóis no azeite e no cacau.

Veja também: ‘Alimentos e a saúde cardiovascular: o que faz bem?’

Referências:

  • Di Stefano R, Felice F, Belardinelli E, et al. Extra virgin olive oil and apples enriched dark chocolate consumption and endothelial function: a randomized crossover trial in patients with cardiovascular risk factors. European Society of Cardiology (ESC) 2017 Congress. August 29, 2017, Barcelona, Spain. Abstract P5319
  • Olive-Oil-Enriched Dark Chocolate May Improve Endothelial Function – Medscape – Sep 07, 2017.

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar