Pebmed - Notícias e Atualizações em Medicina
Cadastre-se grátis
Home / Clínica Médica / Covid-19: a contínua importância de detectar os assintomáticos
Representação gráfica do vírus causador da Covid-19, que permanece presente a ativo em assintomáticos

Covid-19: a contínua importância de detectar os assintomáticos

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

Frente a atual pandemia da Covid-19, aprimoram-se as tentativas de controle da transmissão do novo coronavírus SARS-CoV-2. A doença continua sendo disseminada e diagnosticada em milhões de pessoas em diversos países do mundo, resultando no óbito de milhares de indivíduos. E não são poucos os esforços e medidas para evitar novos casos.

Um dos alvos principais consiste na detecção do indivíduo assintomático, o qual pode permanecer sem manifestar sintomas por uma média de sete dias, sendo sugerido até 14 dias. Nesse contexto, como ocorreu em diferentes casos de introdução da doença em diferentes países, o viajante assintomático representa um risco real para ampliar a distribuição da Covid-19 para distintas localidades. Aqui apresento um exemplo ocorrido em Heilongjiang, China.

Leia também: Transmissão da Covid-19 por fômites: estamos exagerando nos cuidados?

Estudo de caso em assintomáticos

Liu et al. (2020) descreveram detalhadamente no jornal científico Emerging Infectious Diseases a dinâmica de transmissão de SARS-CoV-2 a partir de um indivíduo assintomático com consequente infecção de mais de 71 outros casos. A província de Heilongjiang, na China, não apresentava casos novos de Covid-19 de 11 de março a 9 de abril de 2020. Nesta última data, quatro casos foram diagnosticados e mais de 71 novos foram contabilizados até 22 de abril, sugerindo possivelmente um grande novo surto local. Tais casos despertaram a atenção das autoridades locais que iniciaram as investigações. Segue a dinâmica dessa história (figura 1):

Figura 1. Linha do tempo de exposição e conexões entre os casos de Covid-19 entre pessoas em Heilongjiang, China (Fonte: Liu et al., 2020, Emerging Infect Dis) – disponível em: https://wwwnc.cdc.gov/eid/article/26/9/20-1798-f1)

 

Saiba mais: Como acontece a transmissão da Covid-19 em ambientes familiares?

Passo a passo da transmissão

  1. 19 de março de 2020 — O paciente A0 (caso índice) realizou uma viagem de retorno dos Estados Unidos para a província de Heilongjiand, China, e permaneceu em isolamento em quarentena em sua residência sozinho, como solicitado pelas autoridades locais. Apresentou resultados negativos nos testes moleculares para detecção de SARS-Cov-2 e sorologia em 31 de março e 3 de abril de 2020.
  2. O paciente B1.1 era o vizinho do andar debaixo do paciente A0. Eles utilizaram o mesmo elevador do edifício onde residiam, mas não ao mesmo tempo e não tinham contato próximo. Em 26 de março, B2.2 (mãe do paciente B1.1) e B2.3 (namorado da mãe do paciente B1.1) visitaram o paciente B1.1 e permaneceram na residência durante a noite. No dia 29 de março, B2.2 e B2.3 estiveram em uma festa com o paciente C1.1 e seus filhos, C1.2 e C1.3.
  3. Em 2 de abril de 2020, o paciente C1.1 apresentou um quadro de acidente vascular encefálico (AVE) e foi internato no hospital 1. Seus filhos, C1.2 e C1.3, cuidaram do paciente C1.1 na área 1 (enfermaria) do hospital com contato com outros pacientes e equipe de saúde. Em 6 de abril de 2020, o paciente C1.1 foi transferido para o hospital 2 devido a um quadro febril, e C1.2 e C1.3 o acompanharam.
  4. Em 7 de abril de 2020, o paciente B2.3 apresentou os primeiros sintomas de Covid-19 e teve resultado do teste molecular positivo para SARS-CoV-2 em 9 de abril. Os contatos próximos, B1.1, B2.2, B2.2 e C1.1 também apresentaram resultados positivos entre 9 e 10 de abril. Nenhum desses indivíduos tiveram histórico de viagem prévia ou contato com indivíduos suspeitos ou confirmados com Covid-19 nos 14 dias prévios.
  5. Posteriormente, 28 pessoas foram infectadas com SARS-CoV-2 na área 1 do hospital 1, progredindo para infecções na sala de tomografia também, incluindo auxiliar de sala, enfermeiros e médicos. No hospital 2, 20 outras pessoas foram infectadas na área onde o paciente C1.1 esteve internado.
  6. Em 10 de abril de 2020, o caso índice apresentou sorologia negativa para IgM, mas positiva para IgG, indicando infecção prévia por SARS-CoV-2, sugerindo que o mesmo consistiu em um viajante assintomático com provável transmissão para B1.1 por superfícies no elevador do edifício residencial onde ambos vivem. Outros moradores do mesmo edifício tiveram testes moleculares e sorologias negativas.

Confirmação

Tal surto foi confirmado pelo sequenciamento do genoma de 21 amostras, indicando homologia completa em 18 casos e um a dois nucleotídeos distintos apenas entre os outros casos epidemiologicamente relacionados, sugerindo mesmo ponto de origem. Tais sequências foram distintas dos genomas virais circulantes previamente na China, confirmando um caso de importação do patógeno viral. Até o controle do surto, 71 casos foram detectados como pertencentes a esse cluster de Covid-19.

Esses achados reforçam a importância da detecção e controle de assintomáticos, especialmente viajantes por companhias aéreas. É importante ressaltar que possivelmente outros indivíduos foram infectados durante os voos e continuaram a cadeia de transmissão em outras localidades.

Os detalhes desse grande surto e de vários outros descritos em estudos podem ser verificados nas referências abaixo.

Baixe a nova edição da Revista PEBMED e tenha mais informações sobre a Covid-19

Autor:

Referências bibliográficas:

  • Ghinai I, Woods S, Ritger KA, McPhersonTD, Black  SR, Sparrow  L, et al. Community transmission of SARS-CoV-2 at two family gatherings—Chicago, Illinois, February–March 2020. MMWR Morb Mortal Wkly Rep. 2020;69:446–50.
  • Holshue ML, DeBolt C, Lindquist S, LofyKH, Wiesman J, Bruce H, et al.; Washington State 2019-nCoV Case Investigation Team. Washington State 2019-nCoV Case Investigation Team. First case of 2019 novel coronavirus in the United States. N Engl J Med. 2020;382:929–36.
  • Jin Y, Wang M, ZuoZ, Fan C, Ye F, Cai Z, et al. Diagnostic value and dynamic variance of serum antibody in coronavirus disease 2019. Int J Infect Dis. 2020;94:49–52.
  • Li D, Wang D, DongJ, Wang N, Huang H, Xu H, et al. False-negative results of real-time reverse-transcriptase polymerase chain reaction for severe acute respiratory syndrome coronavirus 2: role of deep-learning-based CT diagnosis and insights from two cases. Korean J Radiol. 2020;21:505–8.
  • Lui J, Huang J, Xiang D. Large SARS-CoV-2 outbreak caused by asymptomatic traveler, China. Emerg Infect Dis 2020; 29(9): 10.3201/eid2609.201798.
  • Ong SWX, TanYK, Chia PY, Lee TH, Ng OT, Wong MSY, et al. Air, surface environmental, and personal protective equipment contamination by severe acute respiratory syndrome coronavirus 2 (SARS-CoV-2) from a symptomatic patient. JAMA. 2020;323:1610.
  • Pan Y, Long L, Zhang D, Yuan T, Cui S, YangP, et al. Potential false-negative nucleic acid testing results for severe acute respiratory syndrome coronavirus 2 from thermal inactivation of samples with low viral loads. Clin Chem. 2020;66:794–801.
  • To KK, Tsang OT, Leung WS, Tam AR, Wu TC, Lung DC, et al.Temporal profiles of viral load in posterior oropharyngeal saliva samples and serum antibody responses during infection by SARS-CoV-2: an observational cohort study. Lancet Infect Dis. 2020;20:565–74.
  • ZhuN, Zhang D, Wang W, Li X, Yang B, Song J, et al.; China Novel Coronavirus Investigating and Research Team. A novel coronavirus from patients with pneumonia in China, 2019. N Engl J Med. 2020;382:727–33.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×

Adicione o Portal PEBMED à tela inicial do seu celular: Clique em Salvar na Home Salvar na Home e "adicionar à tela de início".

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.