Leia mais:
Leia mais:
Perfil metabólico nas mulheres em amamentação exclusiva após uma gestação com diabetes gestacional
Adaptação cardiovascular na gestação: por que devemos conhecer?
O que devemos conhecer sobre cardiopatias adquiridas e congênitas na gestação?
Como a alimentação pode influenciar no sistema imune infantil?
Recomendações pré-concepcionais para paciente com diabetes (tipo 1 ou 2) da ADA

Dieta inadequada na gestação pode predispor à obesidade infantil?

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Além do recente desafio da Covid-19, o mundo enfrenta nas últimas décadas uma outra pandemia, que é a obesidade infantil, muitas vezes subestimada. No Brasil, entre 2006 e 2018, a obesidade teve um incremento de 67% acometendo 19,8% da população geral, e se incluirmos o sobrepeso (IMC>25) este número atinge mais da metade dos brasileiros, levando à alta morbi-mortalidade com suas repercussões.

O maior aumento da patologia em nosso país tem corrido entre 25 e 34 anos, idade em que geralmente as mulheres engravidam e o hábito de uma alimentação inadequada durante a gravidez pode levar além de ganho de peso e aumento de doenças como hipertensão, diabetes e também a alterações no desenvolvimento fetal, às vezes com manifestações apenas na infância tardia. 

Obesidade infantil

Estudo avalia a obesidade infantil com base nas dietas de mulheres antes e durante a gestação

Metanálise publicada no BMC Journal, em 22 de fevereiro, avaliou 7 estudos europeus de coorte incluindo dados de 16.295 pares de mães e filhos de diversos países, a saber: França, Reino Unido, Holanda e Irlanda. Estas mulheres tiveram suas dietas no período pré-concepcional e durante a gestação (precoce e tardia) analisadas através de questionários e divididas como de boa ou má qualidade através de 2 pontuações: DASH score (Dietary Approaches to stop hypertension) e pelo E-DII score (energy-adjusted Dietary Inflamatory Index).

Como desfecho foram avaliados sobrepeso e obesidade infantil ( IMC com z-score acima do percentil 85), espessura de prega cutânea, índice de massa gorda e índice de massa magra (fat-free mass index – FFMI) nas crianças. Foram excluídas gestantes com diabetes gestacional, hipertensão arterial, pré-eclâmpsia para poder avaliar melhor os dados em gestações de baixo risco. 

Resultados

A idade média das mães incluídas no estudo foi de 30,2 anos, com IMC de 23,4kg/m². Dietas com maior pontuação no score DASH (melhor qualidade) durante toda gravidez se associaram a menores taxas de obesidade, sobrepeso e índice de massa gorda na infância tardia (9-11 anos) (OR:0,92), enquanto que pontuações mais elevadas no score E-DII (dieta mais inflamatória) se associaram a piores índices de massa magra (fat free mass index) também na infância tardia. Não foram encontradas associações com significância estatística entre as dietas e influência na adiposidade na infância precoce (pré escolar), exceto por um dado não esperado de associação entre dieta mais inflamatória (alta pontuação no E-DII score) e menor risco de sobrepeso nesta fase, o que não vai ao encontro de outro estudo feito anteriormente considerando corte mais rigoroso para obesidade com z-score acima do percentil 95.  

Mensagem prática

A alimentação de baixa qualidade durante a gestação pode prejudicar não só a saúde materna, mas também acarretar um provável aumento da taxa de obesidade na infância tardia. Sugere-se um mecanismo de modificação epigenética na prole induzida pela dieta inadequada. Estimular uma alimentação saudável durante o pré natal é promover  uma melhor qualidade de vida e menor risco de doenças crônicas para toda família. 

Autor(a):

 

Referência bibliográfica: 

  • Chen, LW., Aubert, A.M., Shivappa, N. et al. Maternal dietary quality, inflammatory potential and childhood adiposity: an individual participant data pooled analysis of seven European cohorts in the ALPHABET consortium. BMC Med 19, 33 (2021). https://doi.org/10.1186/s12916-021-01908-7
Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar