Estratégia de transfusão restritiva vs. liberal: recomendações para RN com extremo baixo peso ao nascer

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

A transfusão de concentrado de hemácias é comumente administrada em recém-nascidos (RN) com peso inferior a 1000g ao nascimento. Estudos observacionais anteriores sugeriram um maior risco de atraso cognitivo aos 18 a 21 meses de idade corrigida para RN de extremo baixo peso ao nascer atribuídos a limites de transfusão de sangue restritivos comparados com aqueles atribuídos a limites de transfusão de sangue liberais. Porém, dois estudos randomizados recentes recomendam estratégia restritiva de transfusão de sangue para RN de extremo baixo peso. 

Leia também: Transfusão de hemácias: quais fatores que podem influenciar?

Estratégia transfusional restritiva vs. liberal: recomendações para RN com extremo baixo peso ao nascer

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas

Primeiro estudo

O primeiro estudo, publicado no New England Journal of Medicine, sugere que níveis de hemoglobina mais elevados para transfusões de hemácias podem reduzir o risco de atraso cognitivo entre crianças com extremo baixo peso ao nascer com anemia.

Métodos

Foi realizado um estudo multicêntrico com RN de peso ao nascer menor ou igual a 1.000 g ou idade gestacional entre 22 semanas e 28 semanas e 6 dias. Esses bebês foram aleatoriamente designados dentro de 48 horas após o parto para receber transfusões de concentrado de hemácias com níveis de hemoglobina mais alto ou mais baixos até 36 semanas de idade gestacional corrigida ou alta, o que ocorresse primeiro. 

O desfecho primário foi morte ou comprometimento do neurodesenvolvimento (atraso cognitivo, paralisia cerebral ou perda de audição ou visão) aos 22 a 26 meses de idade corrigida.

Resultados

Um total de 1.824 prematuros (com peso médio ao nascer 756 g e idade gestacional média 25,9 semanas) foram submetidos ao estudo. Houve uma diferença entre os grupos de 1,9 g/dL (ou 19g/L) nos níveis médios de hemoglobina pré-transfusão ao longo do período de tratamento. Os dados dos resultados primários estavam disponíveis para 1.692 crianças (92,8%). De 845 bebês no grupo de limite superior, 423 (50,1%) morreram ou sobreviveram com comprometimento do neurodesenvolvimento, em comparação com 422 de 847 bebês (49,8%) no grupo de limite inferior. Aos 2 anos, os grupos de limiar superior e inferior tiveram incidências semelhantes de morte (16,2% e 15%, respectivamente) e comprometimento do neurodesenvolvimento (39,6% e 40,3%, respectivamente). Na alta do hospital, a incidência de sobrevida sem complicações graves foi de 28,5% e 30,9%, respectivamente. E o último dado: eventos adversos graves ocorreram em 22,7% e 21,7%, respectivamente.

Conclusões

Em RN com extremo baixo peso ao nascer, um limiar de hemoglobina mais alto para transfusão de hemácias não melhorou a sobrevida sem comprometimento do neurodesenvolvimento aos 22 a 26 meses de idade corrigida. 

Segundo estudo

O segundo estudo, publicado no JAMA, também estudou estratégias de transfusão liberal versus restritiva em RN de extremo baixo peso ao nascer comparando com a  sobrevida e desenvolvimento neurológico desses bebês aos 2 anos de idade corrigida.

Método

Foi realizado um ensaio clínico randomizado que incluiu 1.013 RN com peso ao nascer inferior a 1.000g em 36 Unidades de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN) na Europa, em menos de 72h após o nascimento. Os bebês foram aleatoriamente designados para limiares liberais (n = 492) ou restritivos (n = 521) de transfusão de hemácias com base na idade pós-natal e características clínicas atuais.

Foi realizada uma estratégia de transfusões de sangue liberal em comparação com transfusões de sangue restritivas.

Resultado

O desfecho primário, medido aos 24 meses de idade corrigida, foi morte ou deficiência, definida como qualquer déficit cognitivo, paralisia cerebral ou deficiência visual ou auditiva severa. As medidas de desfecho secundário incluíram componentes individuais do desfecho primário, complicações da prematuridade e crescimento. Os resultados foram: morte ou invalidez aos 24 meses de idade corrigida em 44,4% vs 42,9%, respectivamente, uma diferença que não foi estatisticamente significativa.

Conclusões

Em RN de extremo baixo peso, uma estratégia liberal de transfusão de sangue não reduziu a probabilidade de morte ou invalidez aos 24 meses em comparação com uma estratégia restritiva.

Saiba mais: Indicações e efeitos adversos da transfusão de hemácias

Considerações Finais

Em ambos estudos, um nível de hemoglobina mais alto para transfusão de hemácias não melhorou a sobrevida sem comprometimento do neurodesenvolvimento aos 2 anos.

Esses resultados apoiam a recomendação para uma estratégia restritiva de transfusão de concentrado de hemácias no RN com extremo baixo peso. 

Nota da autora: alguns estudos sugerem Transfusão Restritiva: Hb < 7 a 8 g/dL e Transfusão Liberal: Hb < 9 a 19 g/dL

Autor(a):

Referências bibliográficas:  

  • Kirpalani H, Bell EF, Hintz SR, et al. Higher or Lower Hemoglobin Transfusion Thresholds for Preterm Infants. N Engl J Med. 2020; 383:2639-2651. doi: 10.1056/NEJMoa2020248
  • Franz AR, Engel C, Bassler D, et al. Effects of Liberal vs Restrictive Transfusion Thresholds on Survival and Neurocognitive Outcomes in Extremely Low-Birth-Weight Infants: The ETTNO Randomized Clinical Trial. JAMA 2020; 324:560. doi10.1001/jama.2020.10690
Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar