Flutuações de temperatura estão associadas a maior risco de IAM || Congresso ACC 2018

O IAM pode ser desencadeado pelo estresse ambiental, mas ainda há poucos dados sobre o impacto da temperatura externa no risco de IAM com supra-ST. Um estudo apresentado essa semana no Congresso ACC 2018 investigou essa questão.

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar esse conteúdo crie um perfil gratuito no AgendarConsulta.

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minuto.

O infarto agudo do miocárdio (IAM) pode ser desencadeado pelo estresse ambiental, mas ainda há poucos dados sobre o impacto da temperatura externa no risco de IAM com supra-ST. Um estudo apresentado essa semana no Congresso Anual do American College of Cardiology (ACC) 2018 investigou essa questão.

Para esse ensaio clínico, pesquisadores identificaram 30.404 pacientes com IAM com supra-ST que fizeram angioplastia coronária entre 2010 e 2016, em 45 hospitais no Michigan, nos EUA. As mudanças na temperatura (ΔT) foram definidas como a diferença máxima da temperatura no dia da apresentação do IAM e no dia anterior.

O ΔT médio foi de 13 °C (10 a 16 °C). Grandes flutuações de temperaturas foram associadas a um risco aumentado de IAM com supra-ST (RR = 1,02; IC de 95%: 1,00 a 1,03; p = 0,011 por cada alteração de 5 °C). O efeito foi exacerbado por temperaturas diárias médias maiores (p = 0,006).

Pelos achados, os pesquisadores concluíram que mudanças repentinas na temperatura externa, especialmente a uma temperatura de baseline mais elevada, estão associadas a um risco aumentado de IAM com supra-ST. O aumento da flutuação da temperatura e das temperaturas médias diárias associadas ao aquecimento global podem resultar em aumento da incidência de infarto.

IAM com supra-ST: veja as mudanças no tratamento da nova diretriz

Leia mais notícias do Congresso do ACC 2018:

– Dose de ataque de atorvastatina não reduz eventos em pacientes com SCA que fazem angioplastia
– Alirocumab, um inibidor PCSK9, reduz mortalidade após SCA
– Dabigatrana é eficaz para tratar injúria miocárdica após cirurgias não cardíacas
Lisinopril e carvedilol não previnem cardiotoxicidade pelo trastuzumabe no Ca Mama

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Referências:

  • American College of Cardiology (ACC) 2018 Scientific Session. Session 1155, Abstract 267. To be presented March 10, 2018.
Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastre-se grátis Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo

Selecione o motivo:
Errado
Incompleto
Desatualizado
Confuso
Outros

Sucesso!

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo.

Você avaliou esse artigo

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Baixe e-books, e outros materiais para aprimorar sua prática médica e gestão Baixe e-books, e outros materiais
para aprimorar sua prática
médica e gestão

Especialidades

Tags