Leia mais:
Leia mais:
Fórum de Sepse 2022: Gerenciamento de dados do protocolo de sepse
Fórum de Sepse 2022: tratamento de sepse na era da multirresistência
Fórum de Sepse 2022: biologia molecular – aplicações à beira-leito
Fórum de Sepse 2022: vasopressores devem ser iniciados com a fluidoterapia em pacientes com hipotensão?
Fórum de Sepse 2022: Sepse provável ou sepse possível?

Fórum de Sepse 2022: pulmão no ambulatório – qual a realidade de um paciente pós-alta de covid?

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Além da alta mortalidade que pode estar associada à infecção por SARS-CoV-2, outro grande problema associado aos casos de covid-19 são possíveis sequelas a longo prazo. Em uma das palestras do Fórum de Sepse 2022, realizada pela Dra. Jaqueline Ota, aspectos do acompanhamento ambulatorial de pacientes pós-covid foram abordados.

médico consultando paciente pós-covid

Abordagem pós-covid-19

Além de pontos relevantes abordados na literatura, a palestrante compartilhou suas experiências no atendimento de pacientes brasileiros e que estão em seguimento após alta hospitalar. Veja alguns pontos destacados:

  • Na avaliação de seguimento ambulatorial de pacientes que tiveram diagnóstico de covid-19 e precisaram de internação hospitalar (tanto em leitos de enfermaria quanto em leitos de CTI), em 90 dias após a internação, 29% dos pacientes apresentavam CVF < 80% do valor previsto, 34% apresentavam capacidade pulmonar total < 80% do previsto e 54% apresentavam capacidade de difusão de monóxido de carbono (DCO) < 80% do previsto.
  • Esses dados refletem uma alta prevalência de alterações na capacidade pulmonar funcional de pacientes que se recuperaram de covid-19 mesmo meses após a fase aguda da doença.
  • Felizmente, estudos de outras coortes com tempos de seguimentos maiores (3, 6 e 9 meses) sugerem que ocorre recuperação da função pulmonar ao longo do tempo.
  • Algumas coortes em que houve seguimento radiológico mostram que alterações em TC de tórax podem estar presentes até seis meses depois do diagnóstico inicial em pacientes com covid-19 grave. A persistência de anormalidades em exames de imagem esteve associada, entre outros fatores, a idade > 50 anos, maior comprometimento de parênquima pulmonar na fase aguda e presença de SRAG na fase aguda.
  • Um grande estudo (DOI: 10.1183/23120541.00479-2021) envolvendo pacientes adultos com covid-19 confirmada por RT-PCR e/ou suspeita por apresentar clínica e TC com imagem típica e que ficaram internados por pelo menos 24h procurou avaliar o status desses indivíduos 4 meses após a alta hospitalar.
  • Todos os pacientes que haviam sido internados em UTI e todos os que se declararam sintomáticos 4 meses em consulta telefônica realizada 4 meses após alta hospitalar foram convidados a participar de avaliações secundárias. Entre os sintomáticos, o sintoma mais prevalente foi dispneia (16,3%), sendo mais frequente em pacientes mais jovens, que apresentaram doença mais grave e nos que apresentaram TEP. Tosse foi o segundo sintoma mais comum (4,8%).
  • Os pacientes também apresentaram lesões fibróticas detectadas em exames de imagem. Contudo, a maioria dos pacientes apresentava comprometimento < 25% e a presença de lesões não estava relacionada à presença de sintomas.
  • Também foram identificadas alterações na DCO presentes mesmo após 4 meses. Entretanto, a presença de sintomas, alterações fibróticas e alterações de DCO em associação foi rara.
  • Uma ferramenta importante na avaliação da dispneia pós-covid é o teste de exercício cardiopulmonar. Em muitos pacientes, as únicas alterações encontradas são padrões disfuncionais de respiração, sugerindo um componente ansiogênico como possível causa de sintomatologia.
  • A palestrante sugere que o teste de exercício cardiopulmonar estaria indicado no contexto pós-covid nas seguintes situações: sintomas persistentes (independente da gravidade inicial), dissociação clínico-funcional e perda de performance em atletas.
  • Os padrões que podem ser encontrados com suas possíveis causas seriam os seguintes:
Padrão Possíveis causas
Limitação cardiocirculatória – Redução da utilização de O2: miopatia, descondicionamento

– Oferta de O2 reduzida: anemia, insuficiência cardíaca, disfunção de pré-carga, hipertensão pulmonar

Limitação ventilatória Fibrose pulmonar, hiper-reatividade, aprisionamento aéreo
Limitação de trocas gasosas Ineficiência ventilatória, hipoxemia induzida pelo exercício
Disfuncional Síndrome do estresse pós-traumático
Autor(a):

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastre-se grátis Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades
#Jutant EM, et al. Respiratory symptoms and radiological findings in post-acute COVID-19 syndrome. ERJ Open Research Apr 2022, 8 (2) 00479-2021; DOI: 10.1183/23120541.00479-2021
Referências bibliográficas:

    O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

    Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.