Home / Clínica Médica / Gabapentinoides: FDA alerta para risco de depressão respiratória

Gabapentinoides: FDA alerta para risco de depressão respiratória

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

Recentemente, comentamos em nosso portal sobre o aumento do uso off-label dos gabapentinoides. Hoje, traremos mais um alerta: a Food and Drugs Adimistration (FDA) emitiu um uma nota associando o uso dessas medicações ao risco de dificuldades respiratórias graves que podem levar à morte em pacientes que usam gabapentanoides com analgésicos opioides ou outros medicamentos que deprimem o sistema nervoso central (SNC) ou aqueles que têm algum comprometimento respiratório, como pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) ou idosos.

Esses alertas são baseados em uma revisão de várias fontes de dados, incluindo relatos de casos submetidos ao FDA ou publicados na literatura médica, estudos observacionais, ensaios em humanos e estudos em animais.

Em comunicado, o representante da FDA, Douglas Throckmorton, ressaltou a exigência de atualizações na rotulagem de gabapentinoides para incluir novos avisos de possíveis efeitos depressores respiratórios. Também comentou sobre a necessidade de que os fabricantes de medicamentos realizem ensaios clínicos para avaliar melhor o potencial de abuso de gabapentinoides, particularmente em combinação com opioides.

Leia também: Novo recall de ranitidina: Aché anuncia recolhimento de lotes

medicamentos variados ao fundo, com mão em foco segurando gabapentinoides

Sobre os gabapentinoides

Os gabapentinoides têm algumas indicações apoiadas pela FDA. Na neuralgia pós-herpética, estão indicadas tanto a gabapentina quanto a pregabalina, enquanto que na neuropatia diabética, lesão medular e fibromialgia, há comprovação de uso apenas da pregabalina.

Além desta associação com depressão respiratória, no último ano, foi noticiada a associação de riscos aumentados em adolescentes e adultos jovens (com idades entre 15 e 24 anos) prescritos gabapentinoides, particularmente para o comportamento suicida e overdoses não intencionais.

Autor:

Referências bibliográficas:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar