Página Principal > Dermatologia > Pacientes com psoríase em 10% ou mais do corpo têm duas vezes mais chances de morrer
manchas vermelhas na pele

Pacientes com psoríase em 10% ou mais do corpo têm duas vezes mais chances de morrer

Tempo de leitura: 1 minuto.

Segundo um novo artigo publicado no Journal of Investigative Dermatology, quanto maior for a área de abrangência da psoríase na superfície corporal, maior será o risco de mortalidade para o paciente.

Para chegar a essa conclusão, pesquisadores analisaram 8.760 pacientes que tiveram psoríase e 87.600 indivíduos sem história da doença, através de uma base de dados do Reino Unido. A área de superfície corporal afetada pela psoríase e o número de mortes em cada grupo por pessoa-ano foram alguns dos dados avaliados.

Veja também: ‘Psoríase – qual tratamento é mais eficaz?’

Em um período de follow-up de aproximadamente 4 anos, uma média de 6,39 óbitos por 1000 pessoas-ano foi registrada em pacientes com psoríase em mais de 10% da superfície corporal, em comparação com 3,24 mortes em pacientes sem psoríase.

Após ajustes para outros fatores demográficos, pacientes que tiveram psoríase em mais de 10% da superfície corporal apresentaram 1,79 vezes mais probabilidade de morrer. O risco persistiu mesmo após controle de outros fatores de risco, como tabagismo, obesidade e outras condições médicas importantes.

Pelos resultados, os pesquisadores sugerem que mais pesquisas sejam realizadas para entender melhor as causas específicas da morte em pacientes com psoríase extensa e para analisar se e como o tratamento pode afetar o risco.

E mais: ‘As 5 doenças dermatológicas que todo clínico deve conhecer’

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

 

Referências:

  • Noe MH, et al “Objective measures of psoriasis severity predict mortality: A prospective population-based cohort study” J Invest Dermatol 2017; DOI:10.1016/j.jid.2017.07.841.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.