Home / Clínica Médica / IM/ACP 2021: rastreio de câncer colorretal e efeitos do kiwi para constipação

IM/ACP 2021: rastreio de câncer colorretal e efeitos do kiwi para constipação

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

Estivemos juntos nos últimos dias realizando a cobertura do Internal Medicine Meeting da American College of Physicians (IM/ACP 2021), que, devido às limitações da pandemia, foi em formato virtual. No último dia de congresso, a Amy S. Oxentenko da Mayo Clinic fez um levantamento das principais atualizações em gastroenterologia para o clínico.

Neste post, traremos os dois artigos que foram destaque na palestra: um sobre rastreio do câncer colorretal e outro sobre efeitos do kiwi para constipação.

fruta kiwi pode ajudar na constipação intestinal

Mudanças no rastreio de câncer colorretal

Um dos destaques da palestra foram as mudanças no rastreio do câncer de colorretal (CCR) em 2021. A última atualização do guideline do American College of Gastroenterolgy para o tema havia ocorrido em 2009 e a literatura tem sofrido muitas atualizações desde então.

As recomendações em destaque foram:

  • Recomenda-se a triagem de CCR em indivíduos de risco médio entre as idades de 50 e 75 anos para reduzir a incidência de adenoma avançado, CCR e mortalidade por CCR. (Forte recomendação; evidência de qualidade moderada)
  • Sugere-se o rastreamento do CCR em indivíduos de risco médio entre 45 e 49 anos para reduzir a incidência de adenoma avançado, CCR e mortalidade por CCR. (Recomendação condicional; evidência de qualidade muito baixa).
  • Recomenda-se colonoscopia e Exame imunoquímico fecal (FIT) como as modalidades de triagem primária para triagem CCR. (Forte recomendação; evidência de baixa qualidade).
  • Sugere-se considerar os seguintes testes de triagem para indivíduos que não podem ou não querem se submeter à colonoscopia ou FIT: sigmoidoscopia flexível, mt-sDNA (multitarget stool DNA), colonografia por TC ou cápsula do cólon. (Recomendação condicional; evidência de qualidade muito baixa)

Kiwi para constipação: funciona?

O último tópico relevante apresentado pela autora falava sobre o uso do kiwi para constipação crônica. Foi discutido o artigo “Randomized, Comparative Effectiveness Trial of Green Kiwifruit, Psyllium, or Prunes in U.S. Patients with Chronic Constipation” do American Journal of Gastroenterolology.

Sabe-se que é comum os pacientes constipados buscarem terapias naturais, o que desperta interesse em saber se elas realmente funcionam. Participaram do estudo 79 pacientes que foram randomizados em 3 grupos de terapias naturais: kiwi (2 por dia); ameixas (100g/dia); psyllium (12g/dia)

No estudo, foi observado que kiwi, psyllium e ameixas melhoraram os movimentos intestinais em pacientes constipados. A sensação de inchaço e dor melhoraram com kiwi e os pacientes deste grupo relataram menos efeitos colaterais e insatisfação. Parece que um kiwi (ou dois) por dia pode ser uma boa opção para a constipação.

Mensagem prática

  1. As recomendações do ACG para o rastreio de câncer colorretal foram atualizadas. Recomenda-se a triagem de CCR em indivíduos de risco médio entre as idades de 50 e 75 anos e sugere-se benefícios do rastreamento a partir de 45 anos.
  2. Nos pacientes com constipação crônica, o kiwi pode ser um aliado na prescrição.

Veja mais do congresso:

Autora:

Referências bibliográficas:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar