Lesões oculares em crianças associadas ao uso de soluções com álcool

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

O uso regular da desinfecção das mãos com produtos à base de álcool é uma das barreiras para limitar a infecção pelo Covid-19. O uso desses produtos tem sido associado com um aumento de acidentes desde março de 2020, especialmente em crianças. Um estudo publicado na JAMA Ophthalmology em janeiro de 2021 usou os dados dos centros de controle franceses e uma série de casos de um centro oftalmológico terciário para demonstrar o aumento em casos pediátricos de exposição ocular a esses produtos alcoólicos e descrever as lesões oculares e seu manejo. Foram incluídas crianças com menos de 18 anos.

Leia também: Covid-19: como usar o álcool a 70% e quais os riscos existentes?

Lesões oculares em crianças associadas ao uso de soluções com álcool

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas

Dados obtidos

Em relação aos dados epidemiológicos nacionais, a proporção de casos de lesão oculares por produtos à base de álcool aumentou de 1,3% em 2019 (33 casos) para 9,9% em 2020 (232 casos). Além disso houve aumento durante o período de estudo de 5% em abril para 9%,10%, 11% e 15% em maio, junho, julho e agosto. A maioria dos casos era de casos sem repercussão clínica ou leves (97.8%), quando os sintomas reportados eram dor, sensação de corpo estranho e hiperemia conjuntival. Apenas 6 casos moderados foram reportados, com ceratite leve. Em 2020, 63 casos foram reportados em locais públicos (enquanto nenhum ocorreu em 2019), sendo os locais mais frequentes shoppings e lojas, restaurantes e praças públicas. Todos foram associados ao uso de totens com álcool disponível para o público (dispensers automáticos ou disparados com os pés).

Casos pediátricos

Em relação aos dados das crianças admitidas no departamento de emergência oftalmológica, 1.657 foram admitidas incluindo 80 (5%) de queimaduras oculares. Durante o mesmo período em 2019, apenas 98 casos de acidentes oculares foram registrados. 8 crianças em 2020 tiveram úlceras conjuntivais ou de córnea, envolvendo mais de 50% da superfície em 6 deles. Duas dessas crianças necessitaram de transplante de membrana amniótica com anestesia geral após uma média de 3 dias de tratamento médico por causa da reepitelização atrasada. O tempo médio entre a exposição e a completa reepitelização em crianças com úlcera de córnea foi de 13 dias.

Saiba mais: O uso de DMBA e o aumento de lesões oculares em crianças na pandemia

O estudo alerta para os possíveis danos associados ao uso disseminado do álcool durante a pandemia por Covid-19. Usando os dados complementares foi demonstrado um aumento de sete vezes no número de acidentes oculares em crianças, com casos graves de lesões de córnea. Esse aumento foi especialmente notado após o final do lockdown na França e associado ao número aumentado de dispositivos para fornecimento de álcool em locais públicos.

O maior número de acidentes em crianças sem dúvida tem relação com o fato de que a saída de muitos desses dispensers é próxima ao rosto da criança. Em geral eles têm 1 metro de altura, o que pode fazer com que o álcool vá direto na região dos olhos de crianças pequenas. Além disso, quando ocorrem esses acidentes geralmente existe uma demora na lavagem dos olhos por falta de acesso a água próximo do local e a viscosidade de preparações como o álcool gel pode ser ainda mais lesiva a superfície ocular. Apesar de ser variável, geralmente a composição segue a recomendação da OMS de 80% etanol ou 75% isopropanol, que são produtos irritativos. O etanol é usado em cirurgias de córnea para facilitar o debridamento epitelial, porém geralmente na concentração de 20% e aplicado por no máximo 30 segundos. Além do etanol outros aditivos irritativos como peróxido de hidrogênio, polietileno glicol, perfumes, óleos essenciais, podem aumentar a toxicidade do produto.

A colocação dos dispensers em locais públicos deve ser feita junto com informativos e ilustrações que enfatizem o risco de exposições oculares não intencionais em crianças, prevenindo assim lesões oculares graves.

Autor(a):

Referencias bibliográficas:

  • Martin GC, Le Roux G, Guindolet D, et al. Pediatric Eye Injuries by Hydroalcoholic Gel in the Context of the Coronavirus Disease 2019 Pandemic. JAMA Ophthalmol. Published online January 21, 2021. doi: 10.1001/jamaophthalmol.2020.6346.
Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Entrar | Cadastrar