Página Principal > Oncologia > Obesidade pode dobrar o risco de câncer colorretal em mulheres jovens
obesidade

Obesidade pode dobrar o risco de câncer colorretal em mulheres jovens

Tempo de leitura: 2 minutos.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), uma em cada oito pessoas no mundo são obesas ou estão com sobrepeso. A entidade estima que, até 2025, mais de 2,3 bilhões de pessoas sofrerão com excesso de peso. Conforme publicamos em setembro, mulheres jovens com maior Índice de Massa Corporal (IMC) têm menor risco de câncer de mama. No entanto, as notícias não são positivas para quem está nessa faixa de massa corporal. Pesquisadores americanos relacionaram o peso de mulheres com menos de 50 anos ao alto risco de desenvolver câncer colorretal precocemente.

*Uma pessoa é considerada obesa quando tem IMC maior do que 30, e sobrepeso é caraterizado por um IMC igual ou maior do que 25 e menor do que 30.

O estudo foi realizado entre 2011 e 2018 e publicado em outubro na revista Jama Oncology. No total foram selecionadas 85.256 mulheres entre 25 e 42 anos. O levantamento usou como critério participantes maiores de 18 anos, sem histórico de câncer ou doença inflamatória intestinal. As voluntárias foram designadas em três grupos de acordo com o IMC. O primeiro continha mulheres com IMC de 18 a 22,9; no segundo as participantes tinham entre 25 e 29,9 e no terceiro mais de ≥30.

Leia mais: Dia Mundial da Obesidade: 2,3 bilhões de pessoas serão obesas até 2025

Em comparação às mulheres do primeiro grupo, o risco relativo (RR) para desenvolvimento de câncer colorretal nas mulheres do segundo grupo foi de 1,37 (IC 95%, o,81-2,30) ao final da pesquisa e 1,93 nas do terceiro grupo (IC 95%, 1,15-3,25). O RR por cada acréscimo de cinco unidades no IMC foi de 1,20 (IC 95%, [1,05-1,38]; P = 0,01)

Nas pacientes sem histórico deste tipo de câncer e doença inflamatória intestinal, o desfecho foi semelhante. Em comparação às pacientes que engordaram menos de 5 kg ou emagreceram no decorrer da pesquisa, as mulheres que ganharam de 20 a 39,9 kg tiveram risco relativo de 1,65 de desenvolver o câncer colorretal precocemente (IC 95%, 0,96-2,81). Nas participantes cujo ganho de massa corporal foi maior do que 40 Kg, o RR foi de 2,15 (IC 95%, 1,01-4,55).

A pesquisa concluiu que o risco de desenvolver câncer precoce em mulheres com IMC >30 é quase o dobro em relação às mulheres com peso dentro da faixa de normalidade.

Tenha em mãos informações objetivas e rápidas sobre práticas médicas. Baixe o Whitebook

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Referências:

  • Liu P, Wu K, Ng K, et al. Association of Obesity With Risk of Early-Onset Colorectal Cancer Among Women. JAMA Oncol. Published online October 11, 2018. doi:10.1001/jamaoncol.2018.4280

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.