Página Principal > Colunistas > Vacina contra a dengue: o que você deve saber sobre as últimas evidências
dengue

Vacina contra a dengue: o que você deve saber sobre as últimas evidências

Tempo de leitura: 2 minutos.

É fato que a imunização é responsável pelo controle e até mesmo pela erradicação de doenças. Alguns fatores dificultaram a elaboração de uma vacina eficaz contra a dengue, como a existência de quatro sorotipos e a dificuldade de um modelo animal. A eficácia da proteção é de 66%, aumenta na exposição prévia e varia com gravidade, idade e sorotipo.

A Dengvaxia foi aprovada pela Anvisa em 2015 após 20 anos de desenvolvimento. A vacina é recombinante, tetravalente, elaborada a partir do vírus da febre amarela, acrescida a proteína de envelope de cada sorotipo e liofilizada. O intervalo do esquema é de 0, 6 e 12. Com relação aos dados de segurança da vacina, não foi identificado evento adverso sério.

Devem ser introduzidas em áreas com alta prevalência. São indicadas para idades de 9 a 45 anos, por não haver dados de segurança e eficácia fora dessa faixa etária.

Em comunicado de 29 de novembro de 2017, a Anvisa relatou que a vacina não deve ser aplicada em indivíduos soronegativos e registrou as modificações pertinentes em sua bula. Estudos feitos pelo laboratório francês Sanofi Pasteur, fabricante da Dengvaxia, mostraram que a vacina causou aumento do risco de dengue severa e de hospitalização em quem nunca teve a doença.

Dessa forma, a imunização torna-se uma aliada a mais na profilaxia, estando indicada atualmente para indivíduos sabidamente já expostos e que vivem em áreas endêmicas, não sendo recomendada para os não expostos. Os que iniciaram e não completaram o esquema devem ser analisados individualmente. Programas públicos de vacinação devem avaliar risco-benefício, de acordo com a endemicidade.

Leia também: ‘Abordagem ao paciente com febre e mialgia’

É médico e também quer ser colunista da PEBMED? Clique aqui e inscreva-se!

Autor:

Referências:

  • XX Congresso Brasileiro de Infectologia – Principais benefícios clínicos da primeira vacina contra dengue
  • Entendendo a dengue. Dr Alberto Chebabo
  • Dengvaxia: eficácia contra a dengue grave e experiência de uso Dr Edson Moreira. Nota técnica Sociedade Brasileira de Infectologia, 20/12/17.
  • Nota de esclarecimento da ANVISA, 29/11/17.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.