Página Principal > Colunistas > Adenosina: uma forma muito mais fácil de usar
cardiologia

Adenosina: uma forma muito mais fácil de usar

Tempo de leitura: 1 minuto.

Adenosina é uma ótima droga para reversão da taquicardia supraventricular por reentrada nodal, a famosa ‘’taqui supra’’. A grande questão é que devemos seguir algumas orientações práticas para que ela seja efetiva, já que é rapidamente consumida pelo endotélio vascular e, às vezes, não faz efeito devido à forma como a administramos.

Considerar:

  1. Administrar em veia antecubital para que seja mais efetiva;
  2. Administrar a ampola rapidamente, seguida de um ‘’flush’’ de 20 ml de soro fisiológico;
  3. Idealmente montar um sistema de ‘’torneirinha’’ com duas vias, numa delas já deixamos ligado a seringa com soro para fazer o ‘’flush’’ assim que fizermos a adenosina.

SERÁ QUE EXISTE UMA MANEIRA MAIS SIMPLES DO QUE COM A ‘’TORNEIRINHA’’?

Muitos serviços de emergências do mundo, incluindo no Brasil, começaram a optar pela preparação de adenosina diluída para 20ml de soro fisiológico (na mesma seringa) e administrada ‘’em bolus’’. Um estudo publicado no Journal of Korean Society of Emergency Medicine demonstrou que este método é muito efetivo, e por ser mais simples, acaba sendo melhor que o método tradicional.

Por último, lembrar sempre de avisar o paciente que durante a administração da droga vai ter uma sensação muito ruim, de aperto no peito, sensação de morte, mas que logo vai passar.

É médico e também quer ser colunista do Portal da PEBMED? Inscreva-se aqui!

Autor:

Referências:

  • A Convenient Method of Adenosine Administration for Paroxysmal Supraventricular Tachycardia – Journal of Korean Society of Emergency Medicine
  • UpToDate.com: Atrioventricular nodal reentrant tachycardia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.