Alterações oftalmológicas na criança com transtorno do espectro autista (TEA)

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

O transtorno do espectro autista (TEA) não é uma doença. Se trata de uma condição neurológica e do desenvolvimento caracterizada por algum grau de comprometimento na interação social, comunicação e na linguagem. É descrito como um transtorno do desenvolvimento porque geralmente os sintomas aparecem nos primeiros dois anos de vida.

Alterações Oftalmológicas na criança com transtorno do espectro autista (TEA)

Análise recente

Um artigo publicado em abril de 2020 teve como objetivo descrever alterações oftalmológicas em crianças com TEA. O estudo prospectivo avaliou o exame oftalmológico e o exame oculomotor. O grau da TEA e o impacto no QI (intelligence quotient) e verbal foram determinados. As informações clínicas foram comparadas entre grupos baseado na presença ou ausência de desordens oftalmológicas.

Foram avaliadas 51 crianças e encontradas alterações oftalmológicas em 39% dos casos, com 35% tendo erros refrativos significativos e 10% apresentando estrabismo. As crianças com TEA e alterações oculares tinham menor desempenho verbal (29,8 ± 14,7 comparado com 44,3 ± 21,5; p = 0,010) e QI (57,8 ± 18,3 comparado com 67,59 ± 20; p = 0,049) mas não houve associação significativa entre a presença de alterações oftalmológicas e o grau de severidade da TEA, capacidade de comunicação e contato social ou modulação do comportamento quando ocorre alguma mudança. Crianças que não atingiram a acuidade visual monocular mínima (39%) tiveram desempenho verbal pior (25,1 ± 9,7 comparado com 46,1 ± 20,9; p < 0,001) e QI (52,7 ± 17 comparado com  69,8 ± 18,8; p = 0,001)e também apresentaram maior dificuldade na interação social e mais alterações comportamentais.

Leia também: Transtorno do espectro autista (TEA): a suspeita através das primeiras manifestações

Conclusão

O artigo conclui que as desordens oftalmológicas são frequentes em crianças com TEA, especialmente naquelas com deficiência intelectual. Não houve grupo controle, o que não nos permite dizer que elas são mais comuns do que em crianças típicas.

De qualquer forma, entende-se que Oftalmologistas, psiquiatras infantis e neuropediatras devem estar atentos e orientar o exame oftalmológico em crianças com TEA já que as alterações oculares em alguns casos podem não ser detectadas sem a avaliação.

Autor(a):

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades
#Khanna RK, Kovarski K, Arsene S, Siwiaszczyk M, Pisella PJ, Bonnet-Brilhault F, Batty M, Malvy J. Ophthalmological findings in children with autism spectrum disorder. Graefes Arch Clin Exp Ophthalmol. 2020 Apr;258(4):909-916. doi: 10.1007/s00417-019-04594-7.
Referências bibliográficas:

    O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

    Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.