Endocrinologia

ENDO 2021: síndrome dos ovários policísticos pode ter um equivalente masculino

Tempo de leitura: 3 min.

Afetando até 10% das mulheres de todo o mundo, a síndrome dos ovários policísticos (SOP) é caracterizada por disfunção ovulatória e hiperandrogenismo comumente associados à resistência à insulina, obesidade e elevação dos fatores de risco cardiovascular.

Hoje, sabemos de um importante componente genético presente na síndrome, mas infelizmente, a relação entre a disfunção metabólica e ovulatória permanece ainda pouco compreendida. Um estudo foi apresentado no congresso da Endocrine Society (ENDO 2021) sobre o tema.

Síndrome dos ovários policísticos em homens?

Neste mês de março de 2021, um estudo avaliando dados do UK Biobank sugeriu uma contraparte masculina geneticamente definida para SOP, como uma patogênese independente do ovário que pode aumentar o risco de obesidade, diabetes tipo 2 e doença cardiovascular em homens.

Desenho do estudo

Um algoritmo de pontuação de risco poligênico desenvolvido para prever SOP em mulheres foi aplicado agora aos homens. A pontuação de risco foi desenvolvida por meio de testes genéticos em 206.851 mulheres no UK Biobank. Esse algoritmo foi então aplicado para estratificar o risco em 176.360 homens do mesmo biobanco.

Quando estratificados, aqueles em maior risco de SOP, em relação aos de menor risco, tiveram risco modesto, mas altamente significativa, para obesidade definida por um índice de massa corporal (IMC) de pelo menos 30 kg / m 2 (OR, 1,17; P <0,13 x 10–29 ) e diabetes tipo 2 (OR, 1,15; P = 0,53 x 10–7 ). Aqueles no grupo de maior risco também eram mais propensos a ter doença arterial coronariana (HR, 1,05; P = 0,01), bem como alopecia androgênica (OR, 1,05; P = 0,03).

Foi observado também um aumento gradual para a prevalência de vários fatores de risco cardiovascular. Estes incluíram hemoglobina A1c, triglicérides, IMC e andrógenos livres.

A relação entre o escore de risco e a doença arterial coronariana e várias dislipidemias parecia ser mediada pelo IMC, mas a relação entre o escore de risco poligênico da SOP e o diabetes tipo 2 persistiu após o ajuste para o IMC.

Conclusões

A caracterização de um equivalente masculino da SOP tem implicações tanto para os homens quanto para as mulheres.

Para eles, uma melhor definição de um fenótipo tem potencial para auxiliar no reconhecimento e o tratamento de um distúrbio metabólico hereditário. Já para elas, essa direção de estudo pode ajudar a desvendar a relação entre a patologia metabólica e os sintomas que envolvem o sistema reprodutor.

Ficamos aguardando por novos estudos que possam esclarecer de forma mais detalhada como a síndrome se manifesta nos homens.

Mais do congresso:

Autora:

Referência bibliográfica:

  • Zhu JA. OR17-3. Presented at: ENDO annual meeting; March 20-23, 2021 (virtual meeting)
Compartilhar
Publicado por
Juliana Olivieri

Posts recentes

Revacinação contra a covid-19 para não respondedores portadores de doenças autoimunes sistêmicas é eficaz?

A resposta vacinal pode ser influenciada por doença autoimune. Por isso, um estudo avaliou se…

23 minutos atrás

Enfermagem: piso salarial nacional é aprovado por unanimidade no Senado segue para a Câmara

Foi aprovado no Plenário do Senado Federal o projeto de lei que institui o piso…

1 hora atrás

Milvexian, um novo anticoagulante

Foi feito um estudo para testar um novo anticoagulante chamado milvexian, que atua de forma…

2 horas atrás

Tromboprofilaxia com enoxaparina é segura em pacientes pediátricos com retocolite ulcerativa?

A retocolite ulcerativa é um tipo de doença inflamatória intestinal que, apesar de incomum na…

3 horas atrás

O cuidado dos profissionais de enfermagem com as mulheres em situação de violência

O Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem (CEPE) é o arcabouço legal que subsidia…

4 horas atrás

Ômicron: a nova variante de preocupação do SARS-CoV-2

Batizada de Ômicron, a variante foi detectada inicialmente na África do Sul, no dia 24.…

5 horas atrás