Página Principal > ACC 2019 > IC descompensada: sacubitril deve ser a primeira escolha para tratar? [ACC 2019]
estatinas betabloqueadores

IC descompensada: sacubitril deve ser a primeira escolha para tratar? [ACC 2019]

Tempo de leitura: 1 minuto.

Há dois anos, o sacubitril/valsartana foi incorporado como novo tratamento ambulatorial da insuficiência cardíaca com fração de ejeção reduzida (ICFER). O estudo original mostrou redução de mortalidade quando comparado à droga padrão, o enalapril. Em 2019, um desdobramento desse estudo avaliou especificamente pacientes internados descompensados pela IC. O PIONEER-HF foi tema de debate no congresso do American College of Cardiology este sábado (16).

Sacubitril na IC descompensada

Foram recrutados 881 participantes, randomizados para dois grupos: enalapril versus sacubitril/valsartana. Um aspecto importante é que só pacientes com IC conhecida há mais de 6 meses participaram, não havendo pacientes com IC aguda nova. No protocolo, as drogas só poderiam ser feitas se PAS > 100 mmHg, sem aminas ou nitrato venoso e com dose de diurético estável, ou seja, só quando o paciente estivesse estabilizado.

Os resultados mostraram que houve redução maior do BNP no grupo sacubitril, além de um menor risco de hospitalização. Não houve diferença na mortalidade, mas o estudo não tinha poder estatístico suficiente para isso. Seu objetivo eram métricas intermediárias, no caso do NTproBNP.

Qual a mensagem do estudo?

Num cenário próximo, o sacubitril deve ocupar o mesmo espaço hoje de iECA e BRA: assim que a IC estabilizar, havendo boa PA e função renal, ele será a primeira escolha, seja próximo da alta ou no ambulatório.

ACC 2019: cobertura PEBMED

Neste final de semana, a PEBMED vai trazer as principais notícias do congresso do American College of Cardiology, fique ligado em nosso Portal!

Apple Watch na detecção de fibrilação atrial é eficaz? [ACC 2019]
Screening de depressão não melhora qualidade de vida após SCA [ACC 2019]

Autor:

Referências:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.