Leia mais:
Leia mais:
Check-up Semanal: dose de reforço da Pfizer, tratamento da escabiose e mais! [podcast]
O manejo da diabetes na doença renal crônica: alvos e insulina
A pílula anticoncepcional pode reduzir o risco de diabetes nos casos de síndrome dos ovários policísticos
O uso de estatinas está associado à progressão do diabetes?
Como identificar 16 doenças que se manifestam pela boca

O risco de doença cardíaca congênita está associado à história materna de perda gestacional?

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

As perdas gestacionais tanto precoces quanto a ocorrência de natimortos são bastante desafiadoras para as equipes médicas. A busca por respostas que justifiquem os eventos e que possam ser rastreadas em gestações futuras são objetos de vários estudos durante muito tempo. A doença congênita cardíaca é uma das anomalias congênitas mais comuns com prevalência de 9 a 18 por 1.000 nascidos vivos, perfazendo 2,6 milhões de mortes em 2017. Sua etiologia é complexa e em 20 a 30% das vezes uma causa genética ou ambiental pode ser identificada.

Leia também: A idade paterna avançada pode impor riscos à gestação

Alguns estudos de casos-controles (2 deles) e 1 estudo transversal sugerindo antecedente materno de aborto prévio e natimortos prévios apontaram na literatura correlação entre antecedente materno de aborto de natimorto como fatores de risco para doença cardíaca congênita. Entretanto, outro estudo mostrou correlação nula. A inconsistência entre os estudos tornou difícil a criação de nexo e causalidade.

O risco de doença cardíaca congênita está associado à história materna de perda gestacional

Estudo recente

Um estudo publicado no JAMA em 10 de novembro de 2021, onde uma coorte de base populacional dinamarquesa estudou 2.393.576 nascimentos produtos de gestações únicas entre 01 de janeiro de 1977 e 31 de dezembro de 2016. Foram excluídas mães com menos de 15 anos de idade em 1977, resultando na coorte final de 1.642.534 fetos únicos vivos nascituros.

Desfechos

  • A prevalência geral de doença cardíaca congênita foi de 1,85%, sendo 1,88% em meninos e 1,81% em meninas;
  • O tempo médio do achado diagnóstico ficou em 101 dias após o nascimento;
  • 60,2% dos diagnósticos ocorreram antes de 1 ano de idade:
    • 23,3% tiveram diagnóstico entre 1 e 4 anos de idade;
    • 15,3% chegaram ao diagnóstico entre 5 e 17 anos de idade;
    • 1,07% só receberam seu diagnóstico na idade adulta;
  • A prevalência de doenças cardíacas congênitas foi bem maior em mães com diabetes prévias e um pouco mais elevada naquelas tabagistas.

As pacientes com DM tipo 2 caracterizam-se por deficiência relativa de insulina causada por resistência a insulina e disfunção células 𝛽 pancreáticas. O efeito da incretina, irregularidade imunológica associados ao processo inflamatório formam o conjunto fisiopatológico responsável da diabetes tipo 2 nos abortos recorrentes e mal formações cardíacas. Nas perdas gestacionais prevalece o fator imunológico.

Saiba mais: Saiba quais doenças aumentam o risco cardiovascular futuro durante a gestação

Os achados dessa coorte contribuem muito para as evidências observadas sobre filhos de mães com abortos espontâneos e natimortos terem maior risco de serem diagnosticados com malformação cardíaca. Esses achados corroboram a defesa da realização de um pré-natal com atenção para os antecedentes obstétricos, com identificação dessas mulheres com maior risco para que possam ser referenciadas a um pré-natal mais experiente permitindo uma assistência pós-natal para essas crianças com doenças cardíacas congênitas. Os achados também revelam a importância do screening para diabetes durante o pré-natal.

Quer segurança na hora da decisão clínica? A Med Friday do Whitebook é a oportunidade de você dar um grande passo em sua carreira! Assine com desconto o aplicativo médico que tem todas as respostas que você precisa, a um toque de distância!

Autor(a):

Referências bibliográficas:

  • Ji H, et al. Association of Maternal History of Spontaneous Abortion and Stillbirth With Risk of Congenital Heart Disease in Offspring of Women With vs Without Type 2 Diabetes. JAMA Netw Open. 2021;4(11):e2133805. doi:10.1001/jamanetworkopen.2021.33805.
Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.