Rastreio do câncer de colo de útero: ácido acético e lugol para inspeção visual?

Analise buscou entender quais os benefícios do uso de ácido acético e lugol para inspeção visual no rastreio do câncer de colo de útero.

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar esse conteúdo crie um perfil gratuito no AgendarConsulta.

Estudo desenvolvido na China, nos anos de 2006 a 2009, avaliou a implementação da inspeção visual do colo do útero, sem uso de lentes de aumento ou colposcopia, após uso de ácido acético e lugol no rastreio do câncer de colo de útero.

Leia também: Eliminando o câncer de colo de útero em tempos de Covid-19

Rastreio do câncer de colo de útero: ácido acético e lugol para inspeção visual?

O estudo

O estudo traz informações sobre a epidemiologia do câncer de colo de útero e da dificuldade de implementação de programas de rastreio, especialmente em países pobres, justificando a necessidade de estratégias alternativas.

Sabe-se que 90% do câncer de colo de útero do mundo acontece em países de baixa e média renda, reflexo da dificuldade de um programa bem estruturado e eficaz de rastreio. A colpo citologia e pesquisa do vírus HPV, são técnicas bem estudadas e recomendadas, mas, infelizmente de difícil acesso em algumas regiões.

A inspeção visual após ácido acético e lugol apresenta sensibilidade questionável quando analisamos dados anteriores. Esses autores, desenvolveram esse estudo, para tentar mostrar se poderia ser uma estratégia válida na ausência de outras mais eficazes.

Metodologia

O estudo foi desenvolvido em 43 serviços de saúde, em 31 províncias na China, de 2006 a 2009, envolvendo mulheres de 30 a 59 anos. As participantes eram convidadas a participar do estudo. Durante a avalição, um médico ginecologista visualizava o colo do útero após uso de ácido acético. Se a visualização não apresentava lesão, era usado lugol.

Caso os dois testes fossem negativos, as mulheres repetiam o mesmo procedimento no ano seguinte. Caso algum teste fosse positivo, a mulher era encaminhada para colposcopia e biópsia.

Após colposcopia e biópsia, se o resultado fosse normal ou NIC1, repetia o procedimento no próximo ano. Caso a lesão fosse NIC 2, 3 ou câncer a mulher era encaminhada para tratamento conforme protocolo local.

Resultados

Um total de 206.133 mulheres foram incluídas nesse estudo com média de idade 42,8±7,6 anos. A taxa média de avaliação no segundo ano de estudo foi de 71,2% (mulheres que retornaram ao serviço).

Foram detectados 1.430 casos de lesões NIC 2 ou mais graves, sendo 687 NIC2, 581 NIC3 e 162 câncer de colo de útero.

A primeira avaliação com a visualização pós ácido acético/lugol detectou 60 a 83,05% de NIC2, 70,15 a 86,44% de NIC3 e 88,24% a 100% de câncer. A detecção no segundo ano de avaliação foi significativamente menor.

Após as duas avaliações a taxa de detecção de lesão NIC 2 ou mais grave foi de 0,53 a 0,90% (número total de lesões dividida pelo número total de mulheres em cada ano).

Saiba mais: Câncer de colo de útero: 6 em cada 10 mulheres na Bahia iniciam tratamento após período recomendado

Conclusões e discussão

Os autores concluíram que a estratégia estudada detectou quase todos os casos de carcinoma invasor já no seu primeiro ano e que a realização do segundo ano auxiliou a detectar lesões que pudessem ter passado sem diagnóstico na primeira vez.

Eles afirmam também que essa estratégia está longe de ser a ideal em um programa de rastreio de câncer de colo de útero, mas a visualização do colo do útero sob efeito do ácido acético e lugol em mais de um momento pode auxiliar nesses programas, diante da impossibilidade de estratégias mais eficazes.

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastre-se grátis Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo

Selecione o motivo:
Errado
Incompleto
Desatualizado
Confuso
Outros

Sucesso!

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo.

Você avaliou esse artigo

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Baixe e-books, e outros materiais para aprimorar sua prática médica e gestão Baixe e-books, e outros materiais
para aprimorar sua prática
médica e gestão
# Hu S-Y, et al. Implementation of Visual Inspection with Acetic Acid and Lugol’s Iodine for Cervical Cancer Screening in Rural China. Int J Gynecol Obstet. 2022. DOI: 10.1002/ijgo.14368.