Pebmed - Notícias e Atualizações em Medicina
Cadastre-se grátis
Home / Anestesiologia / Ventiladores na anestesia: uso, proteção e descontaminação em pacientes com Covid-19
Paciente anestesiado utilizando respirador que passou por processo de descontaminação durante a pandemia de Covid-19.

Ventiladores na anestesia: uso, proteção e descontaminação em pacientes com Covid-19

Acesse para ver o conteúdo

Inscreva-se gratuitamente para acessar esse conteúdo e muito mais no Portal PEBMED!

Tenha acesso ilimitado a quizzes, casos clínicos, novos estudos e diretrizes atualizadas.

Preencha os dados abaixo para completar seu cadastro.

Ao clicar em inscreva-se, você concorda em receber notícias e novidades da medicina por e-mail. Pensando no seu bem estar, a PEBMED se compromete a não usar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Inscreva-se ou

Seja bem vindo

Voltar para o portal

Em tempos de pandemia por Covid-19 onde muitos pacientes precisam realizar procedimentos cirúrgicos e muitas vezes a anestesia geral é obrigatória, principalmente em pacientes mais graves, o uso de prótese ventilatória para a manutenção das funções respiratórias é mandatório e por conseguinte não existe ventiladores disponíveis para cada paciente. Devido a isso, normas e condutas de higiene e proteção devem ser seguidas na medida do possível para não haver aumento da contaminação.

Proteção e descontaminação de Covid-19 na anestesia

Esse artigo tem como objetivo enumerar algumas condutas que podem ser seguidas para uma proteção e descontaminação adequada desse equipamento. Essas recomendações devem ser realizadas em casos confirmados de Covid-19, suspeitos ou casos não testados.

1. Estratégias de proteção do ventilador mecânico

  • Utilizar um filtro viral de excelente qualidade posicionado entre o circuito ventilatório e a via aérea do paciente. Os filtros mecânicos (BRANCOS) e eletrostáticos (VERDES) são os mais recomendados por manter uma boa umidificação e proteção. Se este não puder ser utilizado por alguma razão, deve-se utilizar um outro filtro com baixo fluxo de gás (em torno de 1 a 2 L/min) a fim de preservar a umidade e diminuir o espaço morto.
  • Colocar um segundo filtro no final do ramo expiratório na parte conectada ao carrinho.
  • Todo o circuito que entrar em contato direto com a via aérea do paciente infectado deve ser descartado.
  • A linha da capnografia deve ser acoplada a um filtro peridural extra conectado ao filtro viral e devem ser descartados após cada paciente.
  • O segundo filtro colocado na parte expiratória não necessariamente precisa ser trocado entre cada paciente, certificando-se sempre que não haja contato direto com a via aérea. Se não houver filtros suficientes esse pode ser mantido, porém deve ser trocado pelo menos no final do dia.

Essas estratégias podem ser utilizadas em qualquer tipo de paciente, independente do grau de contaminação de cada um.

Um terceiro filtro no ramo inspiratório também pode ser colocado, porém não é mandatório. Essa conduta extra serve para maior proteção em casos de falhas das válvulas do carrinho.

2. Tipo de filtro utilizado no circuito de anestesia em pacientes com Covid-19

  • O mínimo grau de eficiência de filtração viral (EFV) para filtros utilizados em sistemas de carrinhos de anestesia em pacientes com Covid-19 ainda não foi estabelecido. Porém os filtros mecânicos apresentam maior eficácia que os eletrostáticos e são menos afetados pelo vapor da respiração, ou seja, são mais resistentes. A qualidade dos filtros de barreira é medida pela EFV onde uma EFV de 99,9% significa que apenas uma partícula em 10000 consegue atravessar a barreira do filtro.
  • A utilização dos dois filtros simultâneos, o mecânico e o eletrostático, aumenta em até 99,9% a EFV e consequentemente a eficácia da filtração.
  • O fluxo dos gases administrados deve ser o menor possível, uma vez que altos fluxos, além de aumentar o espaço morto, diminuem a capacidade de filtração dos filtros utilizados.

Leia também: Ginecologia e obstetrícia: cuidados com equipamentos durante pandemia de Covid-19

3. Preocupação em contaminar um paciente pelo uso do ventilador durante anestesia

  • Contando que os carrinhos utilizados tenham sido adequadamente protegidos com o uso de filtros de alta qualidade conforme descrito acima, não há necessidade de preocupação em relação a contaminação de outros pacientes. Os fabricantes não recomendam a limpeza interna dos carrinhos entre pacientes, sendo o uso de filtros suficientes para mantê-los limpos e desinfectados.

4. Troca das linhas de capnografia

  • Sempre que a linha de capnografia for utilizada em pacientes com diagnóstico de Covid-19 ou suspeitos de infecção pelo Covid-19, é mandatório a troca da linha. É recomendado utilizar um filtro de cateter de peridural entre o filtro eletrostático e a linha de capnografia para aumentar a segurança, se possível. Este filtro também deve ser descartado no final de cada procedimento.

5. Melhor método de limpeza do aparelho de anestesia

  • Os procedimentos de limpeza dos carrinhos de anestesia devem ser realizados da mesma forma rotineiramente mesmo em pacientes infectados pelo Covid-19 se filtros de alta qualidade forem utilizados.
  • Todos os materiais descartáveis como tubos corrugados,máscara ventilatória,bolsa ventilatória,linha e tubos,filtros e qualquer aparelho que tenha sido colocado em contato direto com o paciente DEVE ser descartado e jamais reutilizado.
  • A superfície dos carrinhos podem ser protegidas com algum plástico filme transparente e podem ser limpas com panos de limpeza e produtos comuns de desinfecção.
  • A limpeza interna dos aparelhos de anestesia deve ser realizada de acordo com as normas do fabricante e somente quando não for utilizado filtros de alta qualidade adequados ou por algum motivo houver falha nos sistemas de barreira com contaminação direta de grande quantidade de secreção proveniente do paciente. Esse tipo de limpeza e descontaminação deve ser evitado o máximo possível, pois demanda um grande esforço e incapacidade de utilização do carrinho por um grande período de tempo.

6. Como transportar um paciente com Covid-19

É muito comum, nesse momento de pandemia que muitos pacientes infectados pelo Covid-19 necessitem de transporte para unidades de terapia intensiva após o procedimento. Alguns cuidados devem ser realizados a fim de evitar a contaminação do ambiente e equipe de transporte.

  • Um dos principais cuidados é a manutenção dos filtros de barreira de alta qualidade em todo o momento. Os filtros não devem ser retirados durante o transporte.
  • Todas as vezes que for necessário a troca de circuito deve-se clampear a extremidade distal do tubo antes da desconexão e somente liberar após reconectado ao outro sistema.
  • Os filtros também devem ser sempre colocados nos ventiladores de transporte. Alguns ventiladores de transporte exalam ar para o ambiente. Nesses casos um filtro no componente expiratório deve ser conectado a fim de evitar contaminação nosocomial.

Conclusão

O uso obrigatório de filtros de alta qualidade é fundamental para uma excelente proteção e descontaminação dos aparelhos de ventilação usados nos procedimentos de anestesia. Estudos vem comprovando que filtros com alta EFV são a melhor opção de controle da propagação do Covid-19 em anestesia geral.

Quer receber diariamente as principais informações e estudos sobre o coronavírus? Inscreva-se aqui!

Autor(a):

Referências bibliográficas:

  • Feldman J, et al. FAQ on anesthesia machine use, protection, and decontamination during the covid-19 pandemic. APSF. 2020 Abr.
  • Anesthesia Patient Safety Foundation. Protecting the Anesthesia Station-a strategy for reusing supplies. 2020 Mar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×

Adicione o Portal PEBMED à tela inicial do seu celular: Clique em Salvar na Home Salvar na Home e "adicionar à tela de início".

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.