Leia mais:
Leia mais:
Risco de obesidade é 48% maior em adolescentes que comem alimentos ultraprocessados, indica estudo
IM/ACP 2022: comida pode ser um remédio?
Vinho, café e chocolate: vilões ou mocinhos?
Como a alimentação pode influenciar no sistema imune infantil?
Método BLW: é a melhor opção para prevenção da obesidade?

Vinho, café e chocolate: vilões ou mocinhos?

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Muito vem se especulando em torno do benefício de certos alimentos consumidos diariamente na população em geral, alimentos considerados outrora como vilões, mas sobre os quais alguns estudos acabam gerando dúvidas e questionamentos da real qualidade dessas substâncias, usadas muitas vezes de forma rotineiramente recreativa. O vinho, o café e o chocolate são os alimentos que mais vêm sofrendo esse tipo de questionamento. Mas afinal de contas, são saudáveis e devem ser liberados ou ainda permanecem como vilões recreativos? A resposta é muito mais complexa que apenas um sim ou não.

Leia também: Como a alimentação pode influenciar no sistema imune infantil?

Vinho, café e chocolate vilões ou mocinhos

Álcool

As bebidas fermentadas intencionalmente, existem desde a época pré-histórica; resíduos de cerveja foram encontrados em uma caverna perto de Haifa, supostamente utilizada para rituais de sepultamento. Naquela época a fermentação de bebidas era a único forma de armazenamento das mesmas.

Atualmente, o álcool é mundialmente difundido e degustado em diferentes tipos de bebidas, como o vinho, a cerveja e o whisky. E de acordo com a sua fermentação e teor alcóolico, seus efeitos sobre o organismo são diferentes. Por exemplo, o vinho tem em sua composição flavonoides oxidantes que são cardioprotetores e resveratrol que estimulam a longevidade pelo gen SIRT1. A cerveja por sua vez é uma bebida rica em grãos, como a cevada, lúpulo e leveduras. A cevada e os grãos contém flavonoides, vitaminas e fitosterois que também promovem ação oxidante. O whisky por sua vez, contém um grande teor de álcool em sua composição.

Estudos utilizando infusão de álcool em pacientes saudáveis mostraram um aumento da atividade simpática, aumento na pressão arterial, assim como a liberação de corticotropina a nível de sistema nervoso central, aumentando os efeitos simpáticomiméticos. Por isso que algumas pessoas após uma festa com grande ingesta de álcool acordam de madrugada com palpitações, ansiedade e insônia.

Devido aos seus efeitos simpático excitatórios o álcool foi relacionado ao aumento da pressão arterial e da frequência de arritmias cardíacas como a fibrilação atrial, porém estudos realizados com homens e mulheres evidenciaram que o consumo leve a moderado de álcool nas mulheres era mais benéfico em relação a pressão arterial do que nos homens (4 doses por dia para as mulheres contra 1 dose por dia para os homens).

Saiba mais: Como a alimentação influencia na saúde da população brasileira?

Em relação aos efeitos do álcool sobre episódios de IAM ou AVC, um estudo genético epidemiológico com mais de 500.000 amostras evidenciou que o consumo moderado de álcool aumenta as chances de AVC, porém não tem demonstrado grande impacto em relação a IAM. Além disso o consumo de álcool está diretamente relacionado a outros efeitos cerebrais como: atrofia de hipocampo, alterações na microestrutura do corpo caloso, aumento de declínio da fluência lexical e maior incidência de demência.

De uma forma geral o álcool apresenta muito mais prejuízo do que benefícios ao organismo.

Chocolate

Os nativos da ilha de Kuna, próximo ao Panamá tinham o hábito de ingerir grãos de cacau com sal em grande quantidade e apesar da ingesta exacerbada de sal, eles apresentavam níveis pressóricos normais durante toda a vida. O exame de urina dessa população demonstrou uma grande quantidade de derivados de óxido nítrico nas amostras de urina, pela ação de flavonoides como a epicatequina presentes nos grãos de cacau que estimulam a síntese dessa substância.

O chocolate é feito com grãos de cacau misturados com quantidades diferentes de leite e açúcar e dependendo de como esse grão é torrado, a epicatequina é degradada. Os chocolates amargos e mais escuros são os que promovem maior proteção endotelial cardiovascular, e possuem efeitos positivos sobre a pressão arterial, sobre a resistência a insulina e a função plaquetária, além de também melhorarem a função cerebral. Todas essas propriedades não se aplicam aos chocolates ao leite devido a sua torra ser diferenciada, além do açúcar promover aumento do peso corporal.

Café

O café também é um grão consumido desde os primórdios dos tempos, onde populações etíopes antigas, apresentavam uma grande energia que os impossibilitava de dormir após o consumo de determinados grãos. Até hoje o café é utilizado também como uma bebida estimulatória, que tem propriedades de estimulação simpática com aumento da frequência cardíaca e da pressão arterial, principalmente em pessoas que não fazem uso rotineiramente. Mas para a surpresa de muitos, esses efeitos estimulantes não são devido a cafeína, mas sim a uma outra substância ainda não conhecida.

É sabido também que os efeitos do café como o aumento da resposta cardiovascular ao estresse mental e o aumento da pressão arterial sistólica é mais evidenciado em pessoas que não tem o hábito de ingerir café, pessoas que o fazem diariamente apresentam uma certa resistência a esses efeitos. Além disso esses efeitos não estão relacionados a cafeína de uma forma isolada, mas também a outras substâncias presentes na manipulação do café. Os benefícios encontrados no café estão relacionados ao consumo moderado (sendo quatro xícaras de café coado o máximo ideal a ser consumido por dia) e estes se caracterizam por uma certa proteção cardiovascular. Outro achado encontrado foi o benefício tanto do café descafeinado como com cafeína sobre o controle da diabetes do tipo 2. O consumo de café nas proporções acima citadas está inversamente relacionado a mortalidade por patologias cardíacas e pulmonares, AVC, diabetes e infecções.

Conclusão

Em se tratando dessas substâncias que fazem parte de nosso consumo recreativo relacionado a satisfação podemos concluir que o álcool deve ser consumido de forma moderada, o chocolate amargo é benéfico ao nosso sistema cardiovascular e o café quando consumido de forma moderada, até 4 xícaras por dia, também contribui para o bem-estar e proteção do nosso organismo.

Referências bibliográficas:

  • Lüscher TF. Wine, chocolate, and coffee: forbidden joys? European Heart Journal. 2021 Nov;42(44):4520–4522. doi: 10.1093/eurheartj/ehab654.
Autor(a):

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades
Referências bibliográficas:

    O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

    Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.