Isabela Abud Manta

Editora de cardiologia do Portal PEBMED ⦁ Graduação em Medicina pela Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) ⦁ Residência em Clínica Médica pela UNIFESP ⦁ Residência em Cardiologia pelo Instituto do Coração (InCor) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) ⦁ Atualmente atuando nas áreas de terapia intensiva, cardiologia ambulatorial, enfermaria e em ensino médico.

Complexo protrombínico é melhor que plasma para sangramento em cirurgia cardíaca?     

Foi publicado no último mês um estudo piloto comparando complexo protrombínico com plasma fresco em pacientes submetidos a cirurgia cardíaca.

Atividade neurobiológica associada ao estresse e síndrome de Takotsubo

A síndrome de Takotsubo, caracterizada por disfunção ventricular esquerda aguda, geralmente reversível e desencadeada por estresse.

Doença cardiovascular e doença renal crônica

Revisão sobre as principais características da doença cardiovascular e tratamento disponível para pacientes com doença renal crônica.

Benefícios do uso de medicação à noite para pacientes com hipertensão

Estudo testou de forma prospectiva se a ingestão de medicação para tratamento de hipertensão à noite teria benefícios para os pacientes.

Marca-passo pode ser usado como tratamento da síncope cardioinibitória grave?

Síncope ocorre pelo menos uma vez na vida de 50% das pessoas. O benefício do marca-passo bicameral CLS foi avaliado em um estudo.

Cintilografia com pirofosfato e amiloidose por transtirretina

A amiloidose por transtirretina (TTR), causa de insuficiência cardíaca (IC), vem sendo cada vez mais reconhecida na prática clínica.

Dia Mundial da Tuberculose: tuberculose e coração

A tuberculose apesar de ser uma doença com acometimento pulmonar, pode afetar qualquer órgão, sendo os mais frequentes o SNC e o coração.

Ivabradina para síndrome de taquicardia postural ortostática

A síndrome de taquicardia postural ortostática, mais conhecida como POTS é caracterizada por aumento da frequência cardíaca.

Infarto agudo do miocárdio tipo 2: qual a prevalência e especificidades?

O infarto agudo do miocárdio (IAM) pode ser dividido em 5 tipos, sendo os mais comuns o tipo 1 e o 2, muitas vezes é difícil diferenciá-los.

Anti-hipertensivos para tratados cirurgicamente de dissecção aguda de aorta?

O tratamento definitivo da disseção aguda de aorta é cirúrgico, porém o manejo inicial é feito com uso de betabloqueadores e nitratos.