Filtrar

Sepse

Tratamento biotecnológico pode ajudar no combate à sepse

Pesquisadores brasileiros desenvolveram um novo tratamento biotecnológico que causa uma melhora significativa no combate à sepse.

Sepse na gestação: como não perder o diagnóstico de vista

A sepse representa uma situação dramática em atendimento médico de urgência. Situações passando despercebidas podem complicar a evolução dos pacientes.

Manejo da sepse no paciente cirrótico: quais são as particularidades?

A sepse é uma das intercorrências mais conhecidas entre os médicos e quase nenhuma especialidade escapa de se deparar com ela em algum momento.

Avaliação da sepse infantil: uma iniciativa americana de qualidade

A febre é um sintoma inicial comum de infecções bacterianas. Como essas infecções podem ser fatais (sepse), milhares de bebes são avaliados anualmente.

Choque séptico em pediatria: quais corticosteroides usar?

O choque séptico é caracterizado por uma resposta desregulada do hospedeiro à infecção, resultando em anormalidades circulatórias, celulares e metabólicas.

Revista PEBMED: sepse é o tema da nossa 3ª edição; baixe grátis!

Hoje, 13, é comemorado o Dia Mundial da Sepse e, como todos os médicos sabem, os guidelines deste tema estão mudando o tempo todo.

Faço ou não corticoide na sepse grave?

O mecanismo mais envolvido na sepse é a resposta imunológica e o tema de maior conflito é a corticoterapia. Usar ou não corticoide? Confira:

ILAS realiza evento para debater novidades sobre Sepse

Com intuito de alertar para a detecção precoce e o tratamento imediato da Sepse, o ILAS organiza o XVI Fórum Sepse 2019, de 9 a 10 de maio. Saiba mais:

Saiba como identificar e tratar a sepse no paciente cirrótico

Na sepse grave, a cirrose é um preditor de risco independente para morte, quase triplicando o risco de óbito. Veja como manejar o paciente cirrótico.

NEWS x qSOFA: qual é o melhor para identificar o paciente de alto risco

Um estudo recente comparou o qSOFA com o NEWS, um escore já bastante conhecido, para identificar pacientes de alto risco para eventos adversos e óbito. Confira os resultados