Página Principal > Cirurgia Plástica > Explantação de próteses mamárias: existe benefício?
médico explicando os prós e contras da explantação de próteses mamárias

Explantação de próteses mamárias: existe benefício?

Tempo de leitura: 4 minutos.

Desde o início do uso de implantes mamários de silicone nos anos 60, admitia-se que alguns pacientes poderiam desenvolver sintomas relacionados à presença da prótese. Até hoje esse tema é atual e causa polêmica, especialmente depois da descrição do linfoma de células anaplásicas ligado ao implante.

Alguns pacientes com implante podem desenvolver sintomas inespecíficos como artralgia, mialgia, fadiga, olho seco, distúrbios de memória, insônia, dificuldade de concentração, síndrome de Raynaud, intestino irritável, alergias e doenças autoimunes. Esse conjunto de sintomas recebe nomes variados: siliconose, doença adjuvante da mama e mais recentemente ASIA devido à síndrome de incompatibilidade do implante de silicone (SIIS).

Na busca para melhorar os sintomas desses pacientes a explantação é sugerida, mas esse procedimento melhora os sintomas? Fizemos uma pesquisa na literatura em artigos no PubMEd, Medline e Embase.

Explantação de prótese mamárias

Chan et al. descreveram um paciente com artralgias e fadiga, que surgiram 7 anos após o aumento da mama com implantes mamários de silicone. A triagem laboratorial mostrou marcadores inflamatórios aumentados, como taxa de sedimentação elevada, anticorpos ANA positivos e anti-cardiolipina IgG. Foi feito o diagnóstico de uma doença inflamatória não especificada e iniciado o tratamento com metotrexato e esteroides. O ultrassom da mama mostrou um implante esquerdo com ruptura. A paciente optou por substituir os implantes mamários por novos preenchidos com gel de silicone. Logo após a cirurgia, ela desenvolveu uma erupção cutânea. Posteriormente, os implantes mamários foram removidos. Dez semanas depois, o metotrexato e a prednisolona puderam ser interrompidos e a paciente apresentou resolução completa de seus sintomas e resposta inflamatória.

Jara et al. apresentaram um relato de caso e discutiram outros três pacientes que desenvolveram a doença de Still após o implante de silicone. Todos os quatro pacientes foram submetidos à remoção do implante e apresentaram melhora. No entanto, todos  receberam terapia adicional, como esteroides, imunoglobulinas intravenosas, azatioprina ou metotrexato. Três dos quatro pacientes permaneceram dependentes de esteroides durante o seguimento a longo prazo.

Vasey et al. apresentaram 50 pacientes com implantes mamários de silicone com achados como fadiga, mialgias, artralgias e linfadenopatia. Destes, 33 mulheres foram submetidas à remoção do implante. Durante um período de observação de 14 meses, as queixas não mudaram nos 17 pacientes sem explante, enquanto nos pacientes com explante, 24 mulheres melhoraram (sem sintomas), 8 não mudaram e, em apenas um os sintomas pioraram após acompanhamento médio de 22 meses.

Rohrich et al. avaliaram prospectivamente a eficácia do explante de implantes mamários de silicone em 38 mulheres com queixas como artralgia e fadiga. A autoavaliação do estado de saúde foi realizada no pré-operatório e 6 semanas e 6 meses no pós-operatório. Além disso, o clínico geral avaliou o estado de saúde dos pacientes. Após o explante, os pacientes apresentaram melhora da artralgia, além de aumento da vitalidade, saúde mental e satisfação da área corporal quando comparadas às medidas pré-operatórias.

Conheça as diretrizes da OMS para uma cirurgia segura

Conclusão

Se o silicone pode provocar uma resposta inflamatória ou autoimune tem sido objeto de debate desde a introdução dos implantes mamários de silicone. Não há evidências conclusivas que comprovem que os implantes de silicone são seguros ou não, assim como não há comprovação de que a simples retirada dos implantes melhore esses sintomas gerais sem terapia adjuvante. Além disso, a prevalência exata de queixas em pacientes com implantes mamários de silicone é desconhecida.

Vários estudos implicaram que não há risco aumentado de desenvolver doenças autoimunes após a inserção de implantes mamários de silicone. Portanto, a FDA suspendeu a proibição desses implantes em 2004. O crescente diagnóstico da síndrome ASIA e do linfoma de células anaplásicas ligados à capsula dos implantes (BIA-ALCL) tem despertado interesse da comunidade científica internacional e preocupação dos pacientes. Removendo o estímulo nociceptivo com a retirada dos implantes pode explicar a melhora de alguns sintomas provocados por preocupação extrema com a presença das próteses.

Embora não exista nenhuma recomendação médica para retirada de implantes mamários, essa solicitação tem sido frequente em nossa clínica.

Não há muitos trabalhos sobre o tratamento cirúrgico pós-explantação, porque os casos são muito diferentes e uma avaliação individual é imprescindível para discutir técnicas de reconstrução da mama após a remoção dos implantes, a real necessidade de removê-los e possíveis consequências psicológicas dessa cirurgia.

Bom senso é fundamental e muita cautela deve ser empregada até que mais estudos conclusivos sejam publicados.

Cirurgia plástica em adolescentes: o que devemos considerar

Autor:

Referências:

  • Cohen Tervaert JW, Kappel RM. Silicone implant incompatibility syndrome (SIIS): a frequent cause of ASIA (Shoenfeld’s syndrome) Immunol Res. 2013;56:293–298. doi: 10.1007/s12026-013-8401-3. [PubMed] [CrossRef]
  • Colaris MJL, de Boer M, van der Hulst RR, Cohen Tervaert JW. Two hundreds cases of ASIA syndrome following silicone implants—a comparative study of 30 years and a review of current literature. Immunol Res. 2016. doi:10.1007/s12026-016-8821-y. [PubMed]
  • Teuber SS, Howell LP, Yoshida SH, Gershwin ME. Remission of sarcoidosis following removal of silicone gel breast implants. Int Arch Allergy Immunol. 1994;105(4):404–407. doi: 10.1159/000236791. [PubMed] [CrossRef]
  • Kivity S, Katz M, Langevitz P, Eshed I, Olchovski D, Barzilai A. Autoimmune syndrome induced by adjuvants (ASIA) in the Middle East: morphea following silicone implantation. Lupus. 2012;21(2):136–139. doi: 10.1177/0961203311429551. [PubMed] [CrossRef]
  • Chan SA, Malik F, Wharton S, Klocke R. Systemic inflammatory disease resolution following cosmetic silicone breast implant removal. BMJ Case Rep. 2014 [PMC free article] [PubMed]
  • Kappel RM, Cohen Tervaert JW, Pruijn GJ. Autoimmune/inflammatory syndrome induced by adjuvants (ASIA) due to silicone implant incompatibility syndrome in three sisters. Clin Exp Rheumatol. 2014;32(2):256–258. [PubMed]
  • Jara LJ, Medina G, Gómez-Bañuelos E, Saavedra MA, Vera-Lastra O. Still’s disease, lupus-like syndrome, and silicone breast implants. A case of ‘ASIA’ (Shoenfeld’s syndrome) Lupus. 2012;21(2):140–145. doi: 10.1177/0961203311430970. [PubMed] [CrossRef]
  • Katayama I, Umeda T, Nishioka K. Adult Still’s-disease-like illness in a patient with silicone breast implants. Clin Rheumatol. 1998;17:81–82. doi: 10.1007/BF01450969. [PubMed] [CrossRef]
  • Crétel E, Richard MA, Jean R, Durand JM. Still’s-like disease, breast prosthesis, and collagen implants. Rheumatol Int. 2001;20:129–131. doi: 10.1007/s002960000088. [PubMed] [CrossRef]
  • Blasiak A, Blachowicz A, Gietka A, Rell-Bakalarska M, Franek E. Still’s disease in patient with silicone breast implants: case report. Pol Arch Med Wewn. 2008;118:65–67. [PubMed]
  • Levy Y, Rotman-Pikielny P, Ehrenfeld M, Shoenfeld Y. Silicone breast implantation-induced scleroderma: description of four patients and a critical review of the literature. Lupus. 2009;18(13):1226–1232. doi: 10.1177/0961203309347795. [PubMed] [CrossRef]
  • Granel B, Serratrice J, Gaudy C, Weiller-Merli C, Bonerandi JJ, Lepidi H, Coulomb-Marchetti B, Disdier P. Weiller PJ.D Localized morphea after silicone-gel-filled breast implant. Dermatology. 2001;202(2):143–144. doi: 10.1159/000051619. [PubMed] [CrossRef]
  • Meier LG, Barthel HR, Seidl C. Development of polyarthritis after insertion of silicone breast implants followed by remission after implant removal in 2 HLA-identical sisters bearing rheumatoid arthritis susceptibility genes. J Rheumatol. 1997;24(9):1838–1841. [PubMed]
  • Homsi Y, Carlson JA, Homsi S. Polyarteritis nodosa presenting as digital gangrene and breast lesion following exposure to silicone breast implants. Case Rep Rheumatol. 2015;2015:765170. [PMC free article] [PubMed]
  • Shoaib BO, Patten BM. Human adjuvant disease: presentation as a multiple sclerosis-like syndrome. South Med J. 1996;89(2):179–188. doi: 10.1097/00007611-199602000-00005. [PubMed] [CrossRef] 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.