Página Principal > Nutrologia > 6 dicas de nutrição para compartilhar com seus pacientes
Hipertensão

6 dicas de nutrição para compartilhar com seus pacientes

Tempo de leitura: 2 minutos.

Com a quantidade de novas informações referentes à dieta e alimentação saudável disponíveis diariamente, pode ser difícil saber o que dizer ao paciente. Veja abaixo seis dicas de nutrição baseadas em evidências que podem ser compartilhadas durante seus atendimentos.

1) Escolha alimentos com uma grande variedade de cores e texturas, em suas formas mais naturais: alimentos consumidos em seu estado natural proporcionam a maior saciedade e valor nutricional. A escolha de uma grande variedade de cores e texturas pode fazer a diferença na saúde e longevidade a longo prazo. Lembrando sempre que nem todos os vegetais trazem benefícios ao paciente.

2) Corte ou diminua o consumo de alimentos processados: como já é bem estabelecido pelas evidências, deve-se evitar alimentos e bebidas processadas, como lanches congelados, carnes defumadas, farinha branca e alimentos e bebidas açucaradas (inclusive as artificialmente açucaradas, que podem aumentar risco de AVC e demência).

Fique por dentro! ‘AHA recomenda novo limite de ingestão de açúcar para crianças e adolescentes’

3) Escolha dietas realistas e equilibradas para perda e manutenção de peso: a dieta mais bem sucedida é aquela que o paciente pode manter. Em geral, uma dieta falha quando é muito restritiva, desequilibrada ou que causa perda de peso rápida (o que leva ao abandono). Dietas específicas que se mostraram eficazes na perda de peso e redução do índice de massa corporal incluem a DASH e a mediterrânea.

A diretriz mais recente da American Heart Association (AHA) sobre alimentação saudável trouxe evidências que relacionam a dieta com jejum intermitente com redução do peso, LDL, pressão arterial e glicemia.

4) Consuma óleos saudáveis para a saúde do coração: peixes ricos em ácidos graxos ômega-3, azeite, óleo de abacate, óleo de canola, óleo de noz, óleo de linhaça e óleo de semente de chia são alguns dos itens recomendados pelo AHA. Um artigo recente no Journal of the American College of Cardiology trouxe uma tabela com a revisão dos alimentos que fazem bem para a saúde cardiovascular.

5) Corte a carne vermelha: embora a carne vermelha seja uma fonte principal de proteína e gordura, evidências recentes mostram que seu consumo está associado a riscos aumentados de câncer, diabetes, diverticulite, insuficiência renal e doenças cardiovasculares, que diminuem a longevidade.

Um estudo do Archives of Internal Medicine mostrou que a substituição de uma porção de carne vermelha por uma porção de peixe, aves, legumes, nozes, grãos integrais e laticínios com baixo teor de gordura foi associada a uma redução de 7% a 19% no risco de mortalidade.

6) Consuma alimentos fermentados/probióticos e fibras para a saúde gastrointestinal e geral: probióticos contêm microrganismos que conferem benefícios gastrointestinais. Eles são comumente encontrados em iogurte e alimentos e bebidas fermentadas não pasteurizadas. Para trazer benefícios, os probióticos requerem prebióticos, que podem ser encontrados na fibra.

Quer receber diariamente notícias médicas no seu WhatsApp? Cadastre-se aqui!

*Esse artigo foi revisado pelo médico Eduardo Moura.

Referências:

  • The 6 Dietary Tips Patients Need to Hear From Their Clinicians – Medscape – Jun 29, 2017.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.