Página Principal > Anestesiologia > Anestesiologia: no limite entre a vida e a morte
médico administrando IV de paciente

Anestesiologia: no limite entre a vida e a morte

Como parte da nossa série de artigos sobre as especialidade médica, hoje o Dr. Alan Medeiros fala tudo sobre a Anestesiologia. Quer saber se essa é a residência ideal para você? Então, veja o que nosso especialista tem a dizer!

1) O que é?

A Anestesiologia é uma especialidade médica recente que cresce e muda a cada dia. Assumindo uma importância cada vez maior entre as especialidades, ampliando sua função, período e áreas de atuação. São necessários 3 anos de residência médica para obter o título de anestesiologista.

O perfil do médico anestesiologista exige um gosto apurado por procedimentos invasivos, um apreço inestimado pelo uso de novas tecnologias e uma vontade constante de estudar. Nossa especialidade está intimamente relacionada com a tecnologia de ponta e, embora nada substitua nosso olhar, o exame físico e atenção dada ao nosso paciente, a cada dia temos novos monitores, máquinas e dispositivos que podem facilitar muito nossa missão de oferecer SEMPRE, o que há de melhor a quem está sob nossos cuidados.

Nos últimos anos, a Anestesiologia teve sua área de atuação muito ampliada. Não somos mais médicos restritos ao centro cirúrgico e ao período intra operatório. A Medicina peri-operatória é uma realidade. Atuamos pré, per e pós operatóriamente. Estamos envolvidos com nossos pacientes desde sua avaliação pré operatória, com exame físico, solicitação de exames e orientações necessárias.

Passamos pela escolha e aplicação da anestesia com o monitoramento das funções vitais do nosso paciente e vamos até sua evolução no pós operatório, gerenciando todas as possíveis intercorrências pós-anestésicas. Muitas vezes, interagindo de forma muito íntima, com nossos colegas das unidades de tratamento intensivo com os quais estamos intimamente ligados. Lembrando, não há especialidade mais intensiva do que a Anestesiologia; haverá sempre, no mínimo, um médico para cada paciente.

2) Como é o dia a dia?

Quanto a nossa rotina de trabalho, o dia do anestesiologista começa bem cedo. Os melhores serviços possuem um round para discussão, entre toda a equipe, dos casos mais interessantes do mapa cirúrgico. Checadas as cirurgias verificamos se todos os pré-requisitos como disponibilidade de hemoderivados, vagas em unidade fechada. São checados e rechecados nossos equipamentos e drogas. No primeiro contato do dia com o paciente, rechecamos as informações da visita pré-anestésica e exames laboratoriais. Tudo isso deve ser feito de forma que, mais tardar as 8:00 AM, seu paciente esteja na sala sendo anestesiado. O dia termina quando passamos a visita pós-anestésica em nosso ultimo paciente operado pela rotina. Daí a máxima que diz: “O anestesista é o primeiro a chegar e o último a sair.”

3) Oportunidades de trabalho:

A “polivalência” do anestesista o torna um profissional bastante desejado no mercado, sendo o interior do país um grande uma área com grande demanda de profissionais, o que se reflete em boas ofertas de trabalho e salário atrativo. Nos grandes centros, a disputa por uma vaga se torna mais acirrada. Contudo, dificilmente observamos um colega sem uma colocação em anestesia. A Medicina Intensiva, é uma especialidade irmã com grande demanda.

4) Número de especialistas:

No momento, temos aproximadamente 21 mil anestesistas registrados pela Sociedade Brasileira de Anestesiologia.

Quer receber diariamente notícias médicas no seu WhatsApp? Cadastre-se aqui!

5) Curiosidade(s):

– Em 1846 foi realizada a primeira cirurgia com anestesia. A substância usada na época foi o éter.

6) Especialidades correlacionadas:

  • Medicina Intensiva

7) Área de atuação:

Nossa área de atuação é extensa e também envolve uma série de atividades, tanto ambulatoriais como atuação em áreas correlacionadas. Para exemplificar, podemos destacar a clínica da dor, anestesia para transplantes, a Medicina Intensiva, os cuidados paliativos, o atendimento emergencial e a gestão hospitalar.

8) Mensagem para quem quer seguir essa especialidade:

Aos estudantes e médicos indecisos, aconselho seguirem suas reais paixões. Essa é a única garantia de sucesso profissional. A Anestesiologia é uma especialidade maravilhosa, mas exige maestria em momentos de crise, muita disposição para acordar no meio da madrugada, muito bom humor para lidar com nossa enorme carga de estresse e serenidade para resistir a falta de estrutura que ainda encontramos em nosso país.

Parece brincadeira falar dessa maneira, mas muitas vezes, trabalhamos no limite entre a vida e a morte. Se isso te desagrada, pode ser que uma outra especialidade seja mais interessante.

Caso tenham duvidas ou queiram mais informações, a nossa sociedade é forte e muito presente em nosso dia a dia. Visitem o website da Sociedade Brasileira de Anestesiologia: www.sbahq.org.

*Os artigos sobre as especialidades médicas foram produzidos em parceria com a Associação Nacional de Médicos Residentes

Autor:

Referências:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.