CROI 2021: tratamento de HIV em gestantes - IMPAACT 2010 - PEBMED

CROI 2021: tratamento de HIV em gestantes – IMPAACT 2010

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

O estudo IMPAACT 2010 também apresentou seus resultados na Conference on Retoviruses and Opportunistic Infections (CROI) 2021, acompanhando uma coorte de gestantes com HIV randomizadas para iniciar tratamento com DTG + FTC/TAF, DTG + FTC/TDF ou EFV/FTC/TDF.

Os primeiros resultados já haviam sido divulgados e mostraram taxas significativamente menores de desfechos obstétricos desfavoráveis no grupo que recebeu DTG + FTC/TAF, quando comparado com os dois outros braços do estudo.

As novas análises avaliaram ganho de peso no período antes do parto e sua relação com desfechos obstétricos desfavoráveis. Para essa análise, a amostra da coorte foi de 643 gestantes.

O estudo IMPAACT 2010 também apresentou seus resultados CROI 2021 do tratamento de HIV em gestantes.

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas

Os resultados do tratamento de HIV em gestantes

Nenhum dos grupos alcançou a proporção de ganho de peso recomendada para os segundo e terceiro trimestre, mas o braço DTG + FTC/TAF foi o que mais se aproximou, com diferença estatística em relação aos outros braços. Entre as mulheres classificadas como com baixo ganho de peso, uma maior proporção estava no grupo de EFV/FTC/TDF, enquanto entre as classificadas como com alto ganho de peso, a maioria estava no grupo de DTG + FTC/TAF.

Baixo ganho de peso esteve associado a maior risco de desfechos desfavoráveis, com diferença estatística para os desfechos combinados (natimorto, parto prematuro e recém-nascido pequeno para idade gestacional) e recém-nascido pequeno para idade gestacional. Alto ganho de peso não esteve associado de forma estatisticamente significativa a nenhum desfecho desfavorável, mas houve uma tendência a um fator protetor.

Outra análise avaliou a eficácia e segurança de cada um dos braços do momento da inclusão no estudo, até cinquenta meses após o parto.

Não houve diferença significativa entre os braços, em relação a ocorrência de eventos adversos graves maternos e infantis. Entretanto, a análise de mortes dos recém-nascidos encontrou maior mortalidade no grupo de gestantes que receberam EFV/FTC/TDF, com diferença estatística em comparação aos outros grupos. Anomalias congênitas maiores foram reportadas em 4 participantes: 2 no braço DTG + FTC/TAF e no 2 no braço EFV/FTC/TDF.

Não houve diferença significativa na taxa de infecção infantil pelo HIV, nas cinquenta semanas pós-parto. Embora não tenham sido encontradas diferenças entre os braços para o desfecho de supressão virológica materna na semana cinquenta após o parto, uma comparação post hoc mostrou maior proporção de falha virológica materna, com diferença significativa. O grupo contendo EFV também foi o que conteve maior proporção de mulheres retiradas do estudo, devido ao desenvolvimento de resistência e necessidade de mudança de terapia.

Em relação a peso, o grupo de EFV esteve associado a maior taxa de perda de peso, com diferença estatisticamente significativa, enquanto DTG + FTC/TAF esteve associado com a maior proporção de obesidade na semana 50 pós-parto.

Mensagens práticas

– DTG e TAF foram seguros e eficazes para o tratamento de HIV em gestantes e puérperas, estando associados a menor baixo ganho de peso.

– Baixo ganho de peso esteve associado a piores desfechos obstétricos e EFV, a maior taxa de mortalidade infantil.

– Esses resultados são semelhantes aos encontrados previamente em outros estudos, que sugerem maior ganho de peso com DTG e menor ganho ou perda de peso com uso de EFV.

Confira outros destaques do CROI 2021:

Autora:

 

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar