Página Principal > Clínica Médica > Retrospectiva PEBMED 2018: veja o top 5 das orientações do Choosing Wisely
choosing wisely

Retrospectiva PEBMED 2018: veja o top 5 das orientações do Choosing Wisely

A Choosing Wisely é uma iniciativa criada em 2012 pela American Board of Internal Medicine (ABIM) com o objetivo de alertar contra condutas consideradas prejudiciais à pratica médica. No decorrer deste ano, publicamos aqui no Portal PEBMED várias recomendações do que não fazer no dia a dia do consultório ou hospital. Confira a seguir um top 5 dos artigos mais lidos sobre a Choosing Wisely.

5. Choosing wisely: 5 dicas para administração de antibiótico hospitalar na pediatria

Neste artigo, a American Academy of Pediatrics, em parceria com a Pediatric Infectious Diseases Society, lançou novas recomendações do que não deve ser realizado na antibioticoterapia do paciente pediátrico. Entre os pontos de observação estão o desaconselhamento de antibioticoterapia empírica em casos de suspeita de infecção bacteriana e a não utilização de antibiótico de amplo espectro para a profilaxia perioperatória.

4. CBMI 2018: AMIB lança 5 recomendações do Choosing Wisely; confira

Na ocasião do Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva (CBMI 2018), a campanha Choosing Wisely recebeu uma edição especial com cinco práticas que devem ser abandonadas na Terapia Intensiva. As orientações recomendam a não utilização ou manutenção de dispositivos invasivos sem necessidade e o desuso de sedação em excesso.

3. Choosing Wisely para anemia e transfusão: 5 práticas não recomendadas

Esta campanha Choosing Wisely foca em anemia e transfusão de sangue. O documento da Society for the Advancement of Blood Management especifica quais condutas devem ser descontinuadas, como a cirurgia eletiva em pacientes com anemia e realização de exames laboratoriais a fim de evitar a anemia iatrogênica.

2. Choosing Wisely Brasil e as 5 condutas NÃO recomendadas em Endocrinologia

Desta vez, a versão brasileira da Choosing Wisely, organizada no país com apoio das Sociedades Brasileiras de Cardiologia e de Medicina da Família e Comunidade, divulgou recomendações de condutas que não devem ser seguidas no que tange à endocrinologia. Entre os itens estão a não solicitação da tireoglobulina sérica na avaliação inicial de nódulos de tireoide e o desuso de marcadores moleculares na avaliação inicial de pacientes com nódulo de tireoide.

1. Choosing Wisely para Medicina de Família: 5 condutas para abandonar

No topo dos artigos mais lidos sobre a Choosing Wisely de 2018, está este publicado em agosto com orientações da American Academy of Family Physicians sobre o que não deve ser feito em Medicina da Família. As condutas que devem ser abandonadas são exame pélvico ou outro exame físico para prescrever contraceptivos orais e densitometria de dupla energia (DEXA) para osteoporose em mulheres com menos de 65 anos ou homens com menos de 70 anos sem fatores de risco.

Confira outros artigos da nossa Retrospectiva PEBMED 2018:

Tenha em mãos informações objetivas e rápidas sobre práticas médicas. Baixe o Whitebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.