Ampliação do teste do pezinho entra em vigor: rastreio passa a abranger 50 novas doenças

Desde o final de maio, o teste do pezinho passou a rastrear 50 doenças incluídas no Programa Nacional de Triagem Neonatal. Saiba mais.

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar esse conteúdo crie um perfil gratuito no AgendarConsulta.

Desde o final de maio, o teste do pezinho passou a rastrear 50 doenças incluídas no Programa Nacional de Triagem Neonatal. Este é um importante avanço para a saúde infantil, uma vez que aumenta a oferta ao diagnóstico precoce de erros inatos do metabolismo e imunidade de forma gratuita para toda a população brasileira.  

Antes da ampliação, o exame contava somente com o rastreio de seis doenças: fenilcetonúria, hipotireoidismo congênito, síndromes falciformes, fibrose cística, hiperplasia adrenal congênita e deficiência de biotinidase. A lei, com implementação de forma escalonada, está sendo ampliada de acordo com a seguinte ordem de progressão:

teste do pezinho

Etapa 1

  • Fenilcetonúria e outras hiperfenilalaninemias; 
  • Hipotireoidismo congênito; 
  • Doença falciforme e outras hemoglobinopatias; 
  • Fibrose cística; 
  • Hiperplasia adrenal congênita; 
  • Deficiência de biotinidase; 
  • Toxoplasmose congênita; 

Etapa 2

  • Galactosemias; 
  • Aminoacidopatias; 
  • Distúrbios do ciclo da ureia; 
  • Distúrbios da beta oxidação dos ácidos graxos; 

Etapa 3

  • Doenças lisossômicas; 

Etapa 4

  • Imunodeficiências primárias;

Etapa 5

  • Atrofia Muscular Espinhal (AME). 

Vale lembrar que o diagnóstico e o tratamento precoces são as maneiras mais eficientes de oferecer maior sobrevida com melhor qualidade de vida para os pequenos pacientes, evitando o aparecimento de sequelas, que podem comprometer gravemente o desenvolvimento das crianças. 

O teste do pezinho é recomendado entre o terceiro e o quinto dia de vida do bebê, com a triagem sendo realizada em quatro etapas: coleta das amostras em papel filtro pelas unidades de saúde, processamento das amostras coletadas pelo serviço de referência em triagem neonatal (SRTN), busca ativa dos casos suspeitos para realização de exames confirmatórios e o acompanhamento dos casos. 

Os resultados ficam disponíveis no site e podem ser acessados com o número do filtro do exame, que é fornecido pela unidade de saúde em que foi realizado o teste, e a data de nascimento do bebê.

Orientações às gestantes 

Diversas maternidades que fazem parte do Sistema Único de Saúde (SUS) já fazem o teste antes da alta hospitalar, após o parto. Entretanto, caso o teste ainda não tenha sido realizado, os pais podem procurar os postos de saúde do seu município entre o 30º e 50º dia do recém-nascido, conforme determinado por lei. 

Especialistas destacam que a atualização do teste do pezinho influenciará não apenas na qualidade de vida do pequeno paciente, como nas questões socioeconômicas da sociedade, exercendo um papel fundamental na redução de custos para a saúde pública. 

Por isso mesmo é de extrema importância que os médicos orientem as suas pacientes gestantes sobre a importância de realizar a coleta da amostra do teste do pezinho, que também pode (e deve por lei) ser realizada em maternidades particulares.

Teste do pezinho: um panorama da origem até os dias atuais

Revisão periódica

Em 2021, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontou que mais de 2,5 milhões de pessoas vivem no país com alguma deficiência mental. 

Segundo o Ministério da Saúde, a delimitação de enfermidades a serem rastreadas pelo teste do pezinho é revisada periodicamente, com base em evidências científicas, considerados os benefícios do rastreamento, do diagnóstico e do tratamento precoce, priorizando as enfermidades com maior prevalência no país, com protocolo de tratamento aprovado e incorporado no SUS.

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastre-se grátis Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo

Selecione o motivo:
Errado
Incompleto
Desatualizado
Confuso
Outros

Sucesso!

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo.

Você avaliou esse artigo

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Baixe e-books, e outros materiais para aprimorar sua prática médica e gestão Baixe e-books, e outros materiais
para aprimorar sua prática
médica e gestão

Especialidades

# Dia Nacional do Teste do Pezinho: Secretaria de Saúde alerta para a importância da realização do exame nos recém-nascidos. Secretaria de Saúde do Estado do Rio de Janeiro. Disponível em: https://www.saude.rj.gov.br/noticias/2022/06/dia-nacional-do-teste-do-pezinho-secretaria-de-saude-alerta-para-a-importancia-da-realizacao-do-exame-nos-recem-nascidos # Teste do pezinho pode ser ampliado para detectar até 50 doenças rastreáveis Compartilhe este conteúdo no Whatsapp. Agência Senado. Disponível em: https://www12.senado.leg.br/noticias/audios/2021/11/teste-do-pezinho-pode-ser-ampliado-para-detectar-ate-50-doencas-rastreaveis