Pebmed - Notícias e Atualizações em Medicina
Cadastre-se grátis
Home / ACC 2019 / É possível melhorar a profilaxia anti-infecciosa com implante de CDI? [ACC 2019]
cirurgia no idoso

É possível melhorar a profilaxia anti-infecciosa com implante de CDI? [ACC 2019]

Acesse para ver o conteúdo
Esse conteúdo é exclusivo para usuários do Portal PEBMED.

Para continuar lendo, faça seu login ou inscreva-se gratuitamente.

Preencha os dados abaixo para completar seu cadastro.

Ao clicar em inscreva-se, você concorda em receber notícias e novidades da medicina por e-mail. Pensando no seu bem estar, a PEBMED se compromete a não usar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Inscreva-se ou

Seja bem vindo

Voltar para o portal

Tempo de leitura: 2 minutos.

Em pacientes onde a infecção é fator de piora significativa da morbimortalidade, a busca de novas estratégias para diminuir a taxa de infecções é válida. Esse é o perfil dos pacientes que implantam CDIs. Um total de 6983 indivíduos indicados para implante de CDI, ou troca ou revisão de sistema, foram randomizados para receber ou não o implante do TYRX. Trata-se de um envelope absorvível solúvel com antibióticos. Os dois grupos receberam antibioticoterapia padrão para profilaxia de infecções.

Em um seguimento de 12 meses foram avaliadas infecções resultando na extração do CDI ou revisão do sistema, antibioticoterapia de longo-prazo com infecção recorrente e morte como desfechos primários. E como desfechos secundários foram observadas complicações relacionadas ao procedimento ou ao sistema.

Leia mais:  Qual é a relação entre infecção e infarto agudo do miocárdio?

O implante do envelope ocorreu com sucesso em 99,7% dos pacientes. 89,4% dos pacientes completaram o follow-up. A taxa de infecções maiores no grupo do envelope foi de 0,7%, enquanto no grupo controle foi de 1,2% (p = 0,04). A taxa de complicações do procedimento ou do sistema foi de 6,0 contra 6,9% do grupo do envelope em relação ao grupo controle com p < 0.001.

O implante do TYRX diminuiu significativamente a taxa de infecção em pacientes com implante de CDIs sem aumentar significativamente os efeitos adversos.

ACC 2019: cobertura PEBMED

Neste final de semana, a PEBMED vai trazer as principais notícias do congresso do American College of Cardiology, fique ligado em nosso Portal!

É médico ou enfermeiro e também quer ser colunista do Portal da PEBMED? Inscreva-se aqui!

Autor:

Referências:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.