Pebmed - Notícias e Atualizações em Medicina
Cadastre-se grátis
Home / ACC 2019 / Qual melhor alternativa para terapia de dupla antiagregação padrão? [ACC 2019]
trombocitopenia

Qual melhor alternativa para terapia de dupla antiagregação padrão? [ACC 2019]

Acesse para ver o conteúdo
Esse conteúdo é exclusivo para usuários do Portal PEBMED.

Para continuar lendo, faça seu login ou inscreva-se gratuitamente.

Preencha os dados abaixo para completar seu cadastro.

Ao clicar em inscreva-se, você concorda em receber notícias e novidades da medicina por e-mail. Pensando no seu bem estar, a PEBMED se compromete a não usar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Inscreva-se ou

Seja bem vindo

Voltar para o portal

Tempo de leitura: 2 minutos.

Estamos no último dia do Congresso ACC 2019 e as novidades não param. Durante o evento, foi apresentado o estudo STOPDAPT-2 que comparou os efeitos de um mês de terapia de dupla antiagregação plaquetária (DAPT) em relação a um ano de DAPT na prevenção de isquemia.

DAPT 1 mês x DAPT 12 meses

O estudo paralelo e randômico tinha como meta analisar um novo procedimento para pacientes que passaram por uma angioplastia coronária. Os pacientes foram randomizados em dois grupos, o primeiro (n=1.523) recebeu DAPT por um mês e continuou a terapia com clopidogrel por cinco anos; o segundo grupo (n=1.522) recebeu terapia padrão com DAPT por 1 ano seguido de mais cinco anos de AAS.

desfechos primários

Os desfechos primários observados foram morte, infarto agudo do miocárdio, sangramento, trombose de stent e acidente vascular cerebral. Os desfechos ocorreram em 2,4% dos participantes do primeiro grupo, enquanto que no segundo grupo a taxa foi de 3,7% (p = 0,04).

Desfechos secundários

  • Morte, infarto do miocárdio, trombose de stent no primeiro ano: 2% no grupo DAPT – 1 mês versus 2,5% no grupo DAPT – 12 meses
  • Sangramento maior/menor no primeiro ano: 0,4% no grupo DAPT – 1 mês versus 1.5% no grupo DAPT – 12 meses
  • Escore de sangramento BARC 3 ou 5 no primeiro ano: 0,5% no grupo DAPT – 1 mês versus 1,8% no grupo DAPT – 12 meses

Os achados apontam que nos casos analisados, a terapia de dupla antiagregação plaquetária seguida de clopidogrel foi superior à farmacoterapia padrão em pacientes que receberam intervenção coronária percutânea.

Leia maisHSA: saiba como a antiagregação plaquetária diminui isquemia cerebral

A ideia central é mostrar que se você optar pelo clopidogrel como antiagregante de longo prazo cinco anos), basta um mês de dupla antiagregacão, e não 12 meses.

ACC 2019: cobertura PEBMED

Neste final de semana, a PEBMED vai trazer as principais notícias do congresso do American College of Cardiology, fique ligado em nosso Portal!

Tenha em mãos informações objetivas e rápidas sobre práticas médicas. Baixe o Whitebook

Referências:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.